A compensação pelo fim do auxílio-moradia | Fábio Campana

A compensação pelo fim do auxílio-moradia

O negócio está posto assim: acabou o auxílio-moradia e começou um novo movimento de associações de categorias ligadas ao Poder Judiciário e ao Ministério Público para recuperar pelo menos uma parte do que se foi com o fim do benefício. Justificativa: compensar a redução de valores nos vencimentos dos servidores. O que nós podemos ter, como uma regra de transição pelo menos, é algum tipo de pagamento de auxílio que complementasse as despesas, para pelo menos manter a irredutibilidade dos valores” disse o presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Fernando Mendes.

 


5 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 3 de dezembro de 2018 – 11:33 hs

    É uma vergonha nacional. Todo o respeito pelo trabalho dessas instituições em operações como a lava-jato, esvai-se com esse escracho, esta bofetada na cara dos brasileiros. Dão com uma mão e tiram com a outra.

  2. cidadão em alerta
    segunda-feira, 3 de dezembro de 2018 – 11:42 hs

    a sociedade e os outros …

    Será que tais juízes / procuradores ignoram que existam outros servidores públicos e a sociedade ?

    É muita gulodice, má ambição e falta de patriotismo e de senso de cidadania !

  3. incitatus
    segunda-feira, 3 de dezembro de 2018 – 12:05 hs

    KKK só o “reajustezinho” de 16% não foi o suficiente para acalmar o descontentamento de Suas Excelências, os senhores juízes, querem mais e ainda manter o melhor, esta imoralidade que é o “auxílio-moradia”, benefício livre de imposto de renda e, que pode ser recebido mesmo para quem mora em imóvel próprio. Tanto os procuradores como os juízes pindoramenses provam porque moram em Pindorama, a terra de Macunaíma, aquele famoso herói.

  4. Jairo Matos Almeida
    segunda-feira, 3 de dezembro de 2018 – 14:14 hs

    Por favor ,exército brasileiro,marinha, aeronáutica …toma este poder ,toma este stf,stj,pgr,e tudo que for justiça no Brasil …prenda cada um destes e fechem já está vazão do dinheiro público ..pelo fim das mordomias e altos salários já

  5. rubens
    segunda-feira, 3 de dezembro de 2018 – 19:50 hs

    Quem aprovou o aumento de 16% foi o Congresso Nacional. Os Deputados e Senadores são os representantes do Povo e são esses que determinam como deve ser administrada a nação.

    Portanto, não devemos culpar os Juízes e Procuradores . Quem deveria ter vergonha são os representantes do povo que apenas tentam bajular os membros do poder judiciário na tentativa de evitar as consequências de julgamentos desfavoráveis.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*