23% dos jovens brasileiros não trabalham nem estudam | Fábio Campana

23% dos jovens brasileiros não trabalham nem estudam

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada fez pesquisa e veio o resultado: 23% dos jovens brasileiros não trabalham e nem estudam (nem-nem), é um dos maiores percentuais entre nove países da América Latina e Caribe.
As razões do cenário de acordo com o estudo: problemas com habilidades cognitivas e socioemocionais, falta de políticas públicas, obrigações familiares com parentes e filhos.
O estudo aponta que 31% dos jovens estão procurando trabalho, principalmente os homens, e mais da metade, 64%, dedicam-se a trabalhos de cuidados domésticos e familiares, principalmente as mulheres.
No Brasil há cerca de 33 milhões de jovens com idade entre 15 e 24 anos, o que corresponde a mais de 17% da população. Segundo a pesquisadora do Ipea Enid Rocha, o país vive um momento de bônus demográfico, quando a população ativa é maior que a população dependente: “É um momento em que os países aproveitam para investir na sua juventude. Devemos voltar a falar das políticas para a juventude, que já foram mais amplas, para não produzir mais desigualdade e para que nosso bônus demográfico não se transforme em um ônus”.

(Foto: Google/Reprodução)


2 comentários

  1. antonio carlos
    terça-feira, 4 de dezembro de 2018 – 18:45 hs

    É bem mais fácil ficar em casa cuidando das crianças e dos velhinhos da casa , não é mesmo? Reclamar de falta de “políticas públicas” é masi do que fácil, é facílimo. Estas pesquisas já começam com viés político ou ideológico quando não com ambos. Enquanto a grana entra esta legião de nem-nem está nem aí. A coisa começa apertar quando os vovôs, vovós e papai e mamãe passam desta para outra vida. Quero ver até onde o Brasil chega levando todos estes milhões nas costas

  2. Cícero de Sorocaba
    sexta-feira, 7 de dezembro de 2018 – 10:39 hs

    Usam drogas, possuem celular e redes sociais, já possuem filhos e não pagam os alimentos, e quando têm sorte não morrem pelo tráfico. Mas estudar que é bom nada. Tudo que é suado não serve para a Geração sem Limites e sem Deveres, mas cheio de direitos humanos. Se vestem como o mercado do consumismo impôs, pilotam motos e curtem funk e grafite!! Viva o Lula!! Deu aos pobres TV de LED e Celular, aumentou os conflitos sociais e criou o caos no convívio entre gerações que se odeiam.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*