República de Curitiba na Esplanada | Fábio Campana

República de Curitiba na Esplanada

Alçada ao status de super-herói com a operação Lava Jato, a Polícia Federal aplaudiu de pé a decisão do presidente eleito Jair Bolsonaro de nomear o juiz Sergio Moro para ministro da Justiça. Poucas horas depois do anúncio, realizado na manhã de ontem após a visita de Moro a Bolsonaro no Rio, associações de agentes e delegados emitiram às pressas notas parabenizando o futuro chefe. É sob o comando da pasta que estão o diretor-geral da PF e toda a corporação. As informações são de Bela Megale na Época.

Agora, grande parte da PF torce para que Moro traga para Brasília os delegados de Curitiba que ajudaram a transformar a Lava Jato na maior operação de combate à corrupção do país. Policiais defendem que Moro promova o atual superintendente da Polícia Federal do Paraná, Maurício Valeixo, a diretor-geral da corporação, cargo mais alto da PF. Outro nome que está na boca da entidade é o do delegado Igor Romário de Paula, chefe da unidade de combate ao crime organizado no Estado. Ambos têm credenciais. Superintendente no Paraná desde dezembro, Valeixo atuou em Brasília como diretor da divisão de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Dicor) de 2015 a 2017. Já Igor Romário está desde 2014 na linha de frente da Lava Jato no Paraná em contato constante com Moro e a força-tarefa.

Hoje, porém, o atual diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, tem trabalhado intensamente para manter-se no cargo. Tem dedicado sua agenda à aproximação de políticos próximos a Bolsonaro. Integrantes da cúpula da PF, no entanto, avaliam que a facada que o capitão reformado levou durante a campanha e as críticas de seus apoiadores sobre a investigação do episódio conduzida pela corporação devem pesar contra Galloro.

Galloro tem boa relação com Moro e chegou a visitá-lo meses atrás. No entanto, não tem a mesma sintonia que o magistrado e futuro ministro cultiva com Valeixo. Um dos motivos de aproximação entre ambos foi a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que aconteceu em abril. Desde antes da detenção do petista, o chefe da PF no Paraná e Moro se falavam frequentemente para decidir assuntos referentes ao petista. Um deles foi a reforma de um cômodo no quarto andar da sede da PF de Curitiba para receber Lula. O juiz fez questão que o ex-presidente ficasse detido no lugar de sua extrema confiança, o prédio da PF.

Em entrevista, Bolsonaro afirmou que Moro é quem escolherá o chefe da PF. Se a sintonia entre o novo ministro e a cúpula dos delegados da Lava Jato prevalecer, a República de Curitiba tem data próxima para mudar de capital.


9 comentários

  1. sábado, 3 de novembro de 2018 – 20:02 hs

    Bah,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

  2. SERGIO SILVESTRE
    sábado, 3 de novembro de 2018 – 20:03 hs

    Eu acho que ele vai levar também o YOSSEF, amigo e colaborador desde o Caso Banestado,são quase almas gêmeas.

  3. Edson
    domingo, 4 de novembro de 2018 – 8:35 hs

    Sei não, se não vai dar “caca” esta ida do Moro para um cargo do Executivo! Pois, vai dar munição (e já está dando) para os inimigos acharem que a prisão do Lula foi meramente política (claro que não foi). A não ser, que seja uma “manobra” de Bolsonaro para colocar Moro no STF assim que surja a primeira vaga. Assim, ele não teria que ser antes Desembargador, o que demoraria. Agora surgiu um atalho. Moro é melhor no STF. Mais a frente, quando o Brasil estiver saneado da corrupção, aí sim, poderia ocupar tal cargo.

  4. troll
    domingo, 4 de novembro de 2018 – 10:48 hs

    A República de Curitiba vai mudar de endereço mas agora muito mais poderosa. Espero que os estragos da Lava Jato aumentem de tamanho. e de intensidade

  5. ESTAMOS DE OLHO
    domingo, 4 de novembro de 2018 – 17:14 hs

    E O CAMINHO NATURAL A SEGUIR E NAO PRECISA SER DESEBARGADOR PARA IR AO STF,( EDSON 835)POIS A
    MAIORIA DOS QUE ESTAO NO STF SAO SO ADVOGADOS
    NEM JUIZES SAO,INCLUSIVE O TOFOLI QUE ERA ADVOGADO
    OK .

  6. BinLaden
    domingo, 4 de novembro de 2018 – 18:14 hs

    Sergio Silvestre, ainda não se mudou para a Venezuela?
    Não resta mais nada pra você aqui. A não ser que você arrume uma boquinha com a crazy, o que acho difícil acomodar a CORJA PTralha toda

  7. NÃO VOTE EM QUEM JÁ FOI
    domingo, 4 de novembro de 2018 – 19:49 hs

    Bunda tatuada. Você apareceu. E ai, continua indo lá Polícia Federal toda amanhã cumprimentar o encantador de burros?

  8. segunda-feira, 5 de novembro de 2018 – 8:31 hs

    PARABÉNS, DR. SERGIO MORO…👍

    Algumas raras opiniões, divergem da indicação do juiz Sergio Moro para o Ministério da Justiça.
    Mas, vejamos. Ele, um estudioso que chegou onde está pelos conhecimentos adquiridos, certamente vai agregar para a equipe que vai comandar o Brasil a partir do ano que vem.
    Segundo um amigo jornalista baseado em Nova Iorque, a repercussão do convite feito ao Juiz, junto aos setores de investimentos dos Estados Unidos, foi altamente positiva e da mesma forma, vários outros países aumentaram o grau de confiança no Brasil.
    Moro, com certeza, vai abrir portas mundo afora, por garantir com sua presença num setor essencial do Governo Bolsonaro, aquilo que o Brasil perdeu nos últimos anos.
    Muitos setores do Brasil, sempre com um pé atrás, precisa ter paciência e ajudar na medida do possível. Em especial, pelos comentários nas redes sociais que em fração de segundos, atravessa todas as fronteiras.
    Vamos dar um voto de confiança, apoiar, incentivar, enviar mensagens de positivismo tanto para o Juiz Sérgio Moro, como para toda a equipe que está sendo montada.
    E se lermbrar-mos das palavras de Tiririca que dizia, “pior que está não fica” daí é que devemos confiar e apoiar ainda para uma nova maneira e forma de governar, para transformar em realidade o sonho de todos nós. Ou da imensa maioria…

    José Ivaldece Pereira
    Jornalista e diretor da revista Nova Fase
    Cascavel – Paraná

  9. Lorenna
    terça-feira, 6 de novembro de 2018 – 15:08 hs

    Se os bandidos da linha continuada da Operação Banestado; Mensalão; Themis; Furacão; Anaconda; Lava Jato; foram todos para Brasília, então a República de Curitiba vai à caça!! Com autoria e endereços certos. Muita gente vai se aposentar lá. Investigações engavetadas no STF, mesmo sem concordância da PGR. Agora vamos fazer isso andar! Qualquer favorecimento de tribunais superiores afronta o Regime Democrático e a Segurança Nacional das Instituições. Chega de favores e luxúria no DF.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*