Oriovisto critica ajuda de custo do Senado: 'Não aceitarei um centavo' | Fábio Campana

Oriovisto critica ajuda de custo do Senado: ‘Não aceitarei um centavo’

Em nota divulgada em suas redes sociais, o Senador Eleito Oriovisto Guimarães atacou a ajuda de custo do Senado e garantiu que recusará o privilégio. Confira na íntegra:

Hoje tive a desagradável surpresa de saber que o Senado Federal, paga a cada senador eleito R$33.700,00(um salário) como ajuda de custo no início e no final do mandato de cada senador. A justificativa para tal benefício seria a mudança do senador para Brasília ou de Brasília para o estado de origem (no final do mandato). Não usarei o auxílio mudança oferecido pelo Senado para me instalar em Brasília. O Senado calculou um impacto de R$ 3,64 milhões somente para essas “ajudas de custo”. Uma das minhas frentes de trabalho em Brasília será exatamente acabar com esses benefícios, que considero escandalosos. O país enfrenta um momento difícil e, por isso, precisamos refletir, pensar que este dinheiro vai fazer falta para educação, para a saúde, para a segurança pública e para tantas outras carências de nosso povo. Precisamos economizar, acabar com estas regalias pagas com o dinheiro do contribuinte. Precisamos diminuir o tamanho do estado. Não aceitarei um centavo deste tipo de privilégio. O exemplo é fundamental se quisermos fazer a diferença e lutar pela transformação do nosso país.

Oriovisto Guimarães – Senador eleito pelo Paraná.


13 comentários

  1. suzana Faria
    quinta-feira, 29 de novembro de 2018 – 8:53 hs

    Parabéns.

    Tomara todos os outros políticos fizessem a mesma coisa.
    Isto mostraria ao povo ,que este país quer mudar.

  2. quinta-feira, 29 de novembro de 2018 – 9:15 hs

    Bah,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

  3. ieto
    quinta-feira, 29 de novembro de 2018 – 9:17 hs

    Por isso e por muitas outras coisas VOTEI em Oriovisto para SENADOR.
    Palmas pro Senador!

  4. Fiscal do Povo
    quinta-feira, 29 de novembro de 2018 – 9:26 hs

    Como pessoa física, o maior devedor é Oriovisto Guimarães, do Podemos, que estreará no Senado após ter votação surpreendente e ficar na primeira colocação no Paraná. Empresário com patrimônio declarado de mais de R$ 239 milhões, o novo senador deve R$ 5,5 milhões aos cofres públicos Renuncie ao salário também e pague sua divida com o fisco, dps venha fazer bravatas!

  5. Orovócito Camarões
    quinta-feira, 29 de novembro de 2018 – 9:37 hs

    Professor, aceite!! Isto é um direito que o Povo lhe outorgou. Se não aceitar, outros politicos corruptos estarão rindo da sua cara e embolsando sua parte. Aceite, nem que seja para doar a uma instituição depois, ou pagar um curso pré-vestibular para algum adolescente carente de dinheiro e rico em inteligência.
    Pare e pense! Abrir mão disso não é, em regra, sinônimo de honestidade, mas algumas vezes de burrice. Sabe que esse dinheiro não volta para o cofre público e outro parlamentar vai usar (assessores também recebem). Receba pq é indenização pela sua mudança. Ainda que não precise, deve receber e se quiser pode doar para quem precise, sem dar satisfação pra ninguém. Outros recebem e ficam rindo do senhor.

  6. Jonatas
    quinta-feira, 29 de novembro de 2018 – 9:38 hs

    Tem que entrar com uma proposta para extinção dos privilégios.
    Não julgue alguém pelo que fala, mas pelo o que faz.
    Vamos acompanhar… Este é apenas um dos benefícios.

  7. INDIO GUARÁ
    quinta-feira, 29 de novembro de 2018 – 10:25 hs

    A atitude do Senador Oriovisto está correta e é muito louvável, não se trata do valor que em doações teria alguma importância, se trata de quebra de paradigma, mudança de atitude e principalmente de cultura. Essa atitude não tem relevância financeira alguma, é insignificante ao governo, o importante é que traz o exemplo, traz a opinião pública contra os que aceitam e aí sim, seria a nossa obrigação, do povo exigir que esses privilégios sejam extintos, pois o País não suporta mais. Pois agora temos um exemplo, alguém até que enfim se levantou contra a silenciosa corrupção, a que traz benefício próprio e é legalizada.É muito louvável essa atitude, muitos dos que criticam jamais teriam esse desprendimento mesmo os milionários, basta ver se algum outro Senador já teve essa atitude. Quanto aos problemas do fisco com a PF do Senador é obrigação de quem acusa de provar se houve a sonegação, se é que existe, e cobrar, pessoa com muitos bens, fácil fazer a cobrança se devido, com certeza isso deve estar ainda em julgamento e se condenado com certeza o Senador não deixará de honrar seus compromissos. Essa atitude eleva ainda mais o Estado do Paraná que vem se mostrando esteio para o Brasil na luta contra a corrupção.

  8. quinta-feira, 29 de novembro de 2018 – 10:56 hs

    QUE FAÇA UM BOM LEGADO..E AJUDE O RATINHO JUNIOR A TRAZER VÉRBAS PARA OS PARANAENSES,,PRECISA MUITO PARA MELHOR A POPULAÇÃO NÉ;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

  9. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 29 de novembro de 2018 – 11:31 hs

    Vassoura nova de milionário…

  10. Intruso
    quinta-feira, 29 de novembro de 2018 – 16:08 hs

    De promessas o povo está cheio.. de boas intenções os cemitérios tb estão cheios..
    É necessário oportunidade para todos..
    Cuidar das pessoas deficientes mentais q nunca terão condições de competição com os dotados de uma boa saúde mental.
    Tem pessoa q estuda um ano e passa em qualquer concurso.. Outros podem estudar 5 ou 10 anos q nunca conseguirão passar..
    Assim tb ocorre c/ vestibulares..
    Já pensaram nisso..

  11. Intruso
    quinta-feira, 29 de novembro de 2018 – 16:09 hs

    De promessas o povo está cheio.. de boas intenções os cemitérios tb estão cheios..
    É necessário oportunidade para todos..
    Cuidar das pessoas deficientes mentais q nunca terão condições de competição com os dotados de uma boa saúde mental.
    Tem pessoa q estuda um ano e passa em qualquer concurso.. Outros podem estudar 5 ou 10 anos q nunca conseguirão passar..
    Assim tb ocorre c/ vestibulares..
    Já pensaram nisso..
    A competição/concorrência ñ é obra de Deus..

  12. Sophia
    segunda-feira, 10 de dezembro de 2018 – 21:45 hs

    Prezado senhor “Fiscal do Povo”, o senhor pode ler neste mesmo Blog a notícia abaixo que esclarece a sua acusação: respeito do post que cita os parlamentares que vão começar o mandato em 1º de fevereiro de 2019 devendo R$ 660,8 milhões à União, por meio de sua assessoria de imprensa, o senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), informa que a dívida é decorrente de atividades exclusivamente vinculadas às operações das sociedades empresárias do Grupo Positivo do qual ele fez parte até 2012, a qual encontra-se com a exigibilidade suspensa em razão do aceite, pela Fazenda Nacional, de carta de fiança ofertada no valor de R$ 5.526.792,58.
    Ressaltamos que o valor exigido é indevido e está sendo objeto de discussão judicial. A assessoria do senador eleito Eduardo Girão (PROS-CE) afirmou que a maior parte da dívida está “regularizada”, inclusive com depósito em juízo, e só uma pequena parte ainda está em discussão.

  13. Gustavo Henrique
    terça-feira, 18 de junho de 2019 – 15:22 hs

    Na reforma da previdência deveria aproveitar e não permitir mais a continuidade de pessoas aposentadas em qualquer repartição pública, tipo Câmaras Municipais, Prefeituras, Tribunais de Contas, Assembleias Legislativas, Cãmara dos Deputados, Poder Judiciário e outros!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*