O nepotismo de Bolsonaro | Fábio Campana

O nepotismo de Bolsonaro

O Antagonista noticiou sobre “o nepotismo vergonhoso de Jair Bolsonaro”, que pretendia indicar o próprio filho como ministro da Secom que, segundo a Folha de S. Paulo, Carlos Bolsonaro queria “evitar influência extrema de auxiliares dos quais ele não gosta, como Gustavo Bebianno”. O Antagonista complementou a dizer que “nesse caso, é melhor mandar Gustavo Bebianno embora. O que não pode de jeito nenhum é ter filho no ministério”.
Hoje pela manhã, depois de se reunir com militares no Comando da Marinha, Bolsonaro negou que nomeará o filho como ministro.
Mas de onde veio a informação? O nome de Carlos Bolsonaro foi citado como possível postulante para a Secretaria de Comunicação da Presidência da República durante entrevista coletiva concedida pelo próprio Gustavo Bebianno, que deverá assumir a Secretaria Geral da Presidência. Na ocasião, Bebianno disse que Carlos era peça importante para a equipe.

(Foto: YouTube/Reprodução)


4 comentários

  1. quinta-feira, 22 de novembro de 2018 – 13:18 hs

    FALAR ATÉ PAPAGAIO FALA,,O QUE VALE MESMO É A PALAVRA DO SR BOLSONARO,,O RESTO É PICUINHAS….

  2. quinta-feira, 22 de novembro de 2018 – 13:28 hs

    Bah,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

  3. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 22 de novembro de 2018 – 14:13 hs

    Se falou ou não falou, o fato é que não nomeou, nem pode nomear ainda. O resto é papo de Matildes e Marocas da imprensa de olho numa boca rica. Papo furado.

  4. Fabio
    quinta-feira, 22 de novembro de 2018 – 16:59 hs

    Carlos Bolsonaro está negando o interesse nisso tudo faz dois dias, mas a midia “insiste” fofocar

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*