Médicos cubanos: tarde livre para compras | Fábio Campana

Médicos cubanos: tarde livre para compras

Na foto de Andreza Matais da Coluna do Estadão, em Salvador, cubanos que participavam do programa Mais Médicos se reuniram em hotel antes de deixar o País.
Na bagagem, levavam eletrônicos e TVs.

 

 


5 comentários

  1. Antonio
    terça-feira, 27 de novembro de 2018 – 17:11 hs

    Mas o presidente não disse que eles eram escravos?
    Como conseguiram dinheiro pra comprar tudo isso?

  2. troll
    terça-feira, 27 de novembro de 2018 – 17:41 hs

    KKK grana já sabem que se levarem o governo toma na hora. Mas o que este povo vai fazer com as Smart TVs e os smartphones em um país onde a internet consegue ser pior do que a nossa? Esta cambada vai sentir saudades dos tempos de escravidão passados no Brasil.

  3. quarta-feira, 28 de novembro de 2018 – 8:04 hs

    Vão ficar sem nada na alfandega. Vai tudo para o governo cubano distribuir para as casas dos seus acólitos. Jogando dinheiro fora, o pouco que tem. Mas se querem voltar para a senzala, problema deles.

  4. Do Interior...
    quarta-feira, 28 de novembro de 2018 – 9:11 hs

    Nada como o consumismo capitalista opressor para levar para a “democracia” de Cuba.

  5. SERGIO SILVESTRE
    quarta-feira, 28 de novembro de 2018 – 17:58 hs

    Como tem imbecil ai em Curitiba e no resto do PARANÃ

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*