Deu ruim para o Aécio | Fábio Campana

Deu ruim para o Aécio

Foi desengavetado um inquérito que adormecia no STF sobre Aécio Neves e a suspeita que ele participou de irregularidades em Furnas, subsidiária da Eletrobras em Minas Gerais.
Quem tinha mandado o lance para o arquivo foi Gilmar Mendes, baseado num relatório da Polícia Federal que não tinha provas da participação de Aécio no esquema; Raquel Dodge não se conformou com o ocorrido, entrou com um recurso e conseguiu trazer o caso à tona novamente. A Procuradoria-Geral da República terá 60 dias para concluir diligências pendentes.
Enquanto isso, Aécio poderá dizer que ‘repudia veementemente qualquer acusação’, que ‘confia na Justiça’ ou qualquer coisa do gênero.

(Foto: Google/Reprodução)


3 comentários

  1. Do Mato
    quarta-feira, 21 de novembro de 2018 – 11:55 hs

    Quando eles falam isso eles devem estar falando do gilmar mendes que adora livrar a caras deles

  2. SERGIO SILVESTRE
    quarta-feira, 21 de novembro de 2018 – 13:23 hs

    E LÁ SE VÃO PASSANDO OS ANOS,DE 60 EM 60 O CARA MORRE DE VELHO E NUNCA VAI SER PRESO.

  3. Mandy
    quarta-feira, 21 de novembro de 2018 – 13:34 hs

    Vamos ver se ela consegue desarquivar aquela investigação sobre a venda de liminares para os bicheiros, bingos e Daslu/LawKimChong, que envolvia a alta cúpula do Judiciario.
    Vários já não possuem prerrogativas de foro, porém o STF jamais mandou para as instâncias de piso prosseguirem. Simplesmente arquivaram na origem, para garantir a aposentadoria tranquila dos amigos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*