Cida confirma Medicina em Cornélio e Nutrição em Londrina | Fábio Campana

Cida confirma Medicina em Cornélio e Nutrição em Londrina

As universidades estaduais paranaenses vão ganhar dois novos cursos da área da saúde. A governadora Cida Borghetti assinou nesta segunda-feira (12), no Palácio Iguaçu, a criação dos cursos de Medicina da Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp), no câmpus de Cornélio Procópio, e de Nutrição da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Para a governadora, as duas novas graduações vão atender uma demanda crescente na área da saúde. “Educação e saúde são, junto com a segurança pública, setores prioritários em nosso governo”, disse. “Os novos cursos vão formar profissionais capacitados na área, permitindo que o Estado avance cada vez mais no atendimento à população e com um olhar para o futuro”, afirmou.

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Décio Sperandio, salientou que há uma necessidade de cursos na área da saúde no interior do Estado. “Existe uma carência na área. Formar pessoas para a área da saúde traz o desenvolvimento acadêmico, social, cultural e econômico para o Estado”, disse.

MEDICINA – A Uenp será a sexta universidade estadual a ofertar o curso de Medicina. Serão 40 vagas, com previsão de início em 2020 – o vestibular será no ano que vem. Anualmente, são ofertadas 240 vagas para a área nas Universidades Estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), de Ponta Grossa (UEPG) e do Oeste do Estado (Unioeste). A partir de 2019, a Unicentro, de Guarapuava, também terá 40 vagas no curso de Medicina.

O curso vai descentralizar a demanda pela formação de médicos no Paraná, além de promover atendimentos de alta complexidade na saúde, desafogando grandes centros urbanos do Estado, como Londrina e Curitiba.

A reitora Fátima Padoan explicou que a UENP vai utilizar a estrutura hospitalar que já existe nas regiões Norte e Norte Pioneiro para as aulas práticas. Além de Cornélio Procópio, os estudantes também estarão presente nas cidades de Bandeirantes, Jacarezinho, Santo Antônio da Platina e São Jerônimo da Serra.

“Santas Casas e hospitais já se colocaram à disposição da UENP e já temos 240 leitos do SUS nesses municípios para as atividades práticas. Isso é a cara da UENP, que é uma universidade regional”, afirmou a reitora.

NUTRIÇÃO – Serão ofertadas 40 vagas, em turno integral, para o curso de Nutrição a partir de 2020. O vestibular está previsto para 2019. A UEL será uma das poucas universidades públicas a ofertar a graduação na área, que tem uma área de atuação abrangente, desde clínicas e hospitais até restaurantes e cozinhas industriais.

De acordo com o reitor Sérgio Carvalho, a UEL não criava um novo curso de graduação desde 2001. “Vamos utilizar uma parte dos laboratórios e da estrutura que a Universidade possui e demandar pouquíssima contratação de pessoal para a implantação. É um curso que otimiza os recursos da UEL”, afirmou.

UENP – A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) foi criada em setembro de 2006 e possui atualmente câmpus nos municípios de Bandeirantes, Cornélio Procópio e Jacarezinho. A sede da reitoria está localizada em Jacarezinho.

A universidade tem 24 cursos de graduação, cinco de mestrado e um de doutorado para cerca de 5 mil alunos. São cinco cursos na área da saúde – Educação Física, Enfermagem, Fisioterapia, Odontologia e Medicina Veterinária. Além da formação profissional, a oferta destes cursos possibilita a prestação de vários serviços gratuitos à população.

Foram criados, nos últimos anos, dois novos cursos na UENP: Ciências da Computação (2012) e Odontologia (2014), ambos no câmpus de Bandeirantes.

UEL – Uma das principais instituições de ensino superior do Estado, a UEL tem 21 mil alunos matriculados e oferta anualmente 2.521 vagas anuais em 54 cursos de graduação. A universidade conta também com 25 cursos de doutorado e 49 de mestrado.

Recentemente a UEL conquistou a aprovação pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) de mais quatro novos cursos de doutorado. A partir de 2019, serão ofertados os cursos de doutorado em Sociologia, Ciência da Informação, Filosofia e Fisiopatologia Clínica e Laboratorial.

A UEL foi considerada a 5ª melhor universidade estadual do País pela Times Higher Education World University Rankings (THE), se destacando nos conceitos de ensino e pesquisa. Também ficou em 19º lugar entre as instituições públicas no Brasil no Ranking Universitário Folha.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade os secretários de Estado da Fazenda, José Luiz Bovo; da Saúde, Antonio Carlos Nardi; e do Esporte e Turismo, João Barbiero; o presidente do Tecpar, Júlio Félix; o diretor-geral do Detran, Marcello Panizzi; o bispo de Cornélio Procópio, dom Manoel João Francisco; o deputado federal Alex Canziani e o deputado estadual Luiz Claudio Romanelli, além de prefeitos da região.


6 comentários

  1. ieto
    terça-feira, 13 de novembro de 2018 – 8:48 hs

    Taí, decisão de quem não tem responsabilidade com o erário público.

    Pergunto:
    – Quem vai pagar a conta?
    – Terceiro Grau é de responsabilidade do Estado ou da União?

    Obs.: Sobre os ombros do Estado temos seis Faculdades, ao invés de repassarmos a União, estamos assumindo novos compromissos…

  2. Genildo
    terça-feira, 13 de novembro de 2018 – 8:56 hs

    Masas essa mulher irresponsável ainda esta criando novas despesas?
    Cumprir a lei e pagar a reposição do funcionalismo ela deixou para o próximo governo então porque ela não deixa essa decisão para o próximo governo também?

  3. terça-feira, 13 de novembro de 2018 – 11:13 hs

    Ratinho no seu lugar pediria que todos os secretários e ccs colocado por essa senhora que nao tem pingo
    de responsabilidade colocassem os cargos a disposição.

  4. Vanderlei
    terça-feira, 13 de novembro de 2018 – 12:51 hs

    Certamente, comentários de grupos de oposição não refletem a realidade. Saúde e Educação são investimentos que a população merece e tem direitos. Apontar o NÃO aumento de salários de servidores é interesse particular de sindicatos, é olhar para si próprio. Parabéns Governadora Cida Borghetti, é levando benefícios para o bem estar do nosso povo que se faz a boa política, pois é o povo quem custeia o nosso Estado.

  5. Vanderlei Rodrigues
    terça-feira, 13 de novembro de 2018 – 12:54 hs

    Certamente, comentários de grupos de oposição não refletem a realidade. Saúde e Educação são investimentos que a população merece e tem direitos. Apontar o NÃO aumento de salários de servidores é interesse particular de sindicatos, é olhar para si próprio. Parabéns Governadora Cida Borghetti, é levando benefícios para o bem estar do nosso povo que se faz a boa política, pois é o povo quem custeia o nosso Estado.

  6. Genildo
    terça-feira, 13 de novembro de 2018 – 17:42 hs

    Ao Vanderlei: investimentos devem ser feitos sim mas com o dinheiro do achatamento de salários não, afinal é uma atribuição do Estado e não do funcionalismo custear esses investimentos. Quando ela assumiu a função de pseudo-Governadora ela sabia perfeitamente de duas leis, a da responsabilidade fiscal que limita os gastos e o que consta na Constituição de que o trabalhador DEVE ter a reposição salarial reposta anualmente pelo índice de inflação a fim de evitar o que ela e Richa fazem e fizeram, obras com o dinheiro do funcionalismo e o dinheiro do Estado serve para fazer política com o chapéu alheio. Ao Estado não cabe escolher qual lei cumprir, ao Estado cabe CUMPRIR A LEI!! Inaugurar placa de posto policial sem efetivo, sem viatura, sem recursos é mera irresponsabilidade eleitoreira. Sobre o interesse particular de sindicato nem vou comentar essa bestialidade que vc escreveu mas posso lhe dizer que toda vez que precisei de algo recorri a justiça para ter meus direitos garantidos, por mim sindicato tinha é que acabar com essa pouca vergonha e por essa cambada de volta em suas atribuições.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*