A lanterna dos afogados | Fábio Campana

A lanterna dos afogados

Tem gente à beira de colapso nervoso no Centro Cívico, a bater na porta de deputados para ver se consegue uma boquinha numa ou outra autarquia, promete o que não pode cumprir e jura que o que está no currículo é verdade.
Os deputados que ainda tentam emplacar afilhado correm já sabendo que as boas vagas praticamente acabaram. O Estado é grande, mas tem limite…

 

 


2 comentários

  1. Oreia Sêca
    sexta-feira, 23 de novembro de 2018 – 12:02 hs

    É um bando de chupa cabras! Incompetentes que só sabem viver nas tetas do Estado.

  2. antonio carlos
    sexta-feira, 23 de novembro de 2018 – 21:40 hs

    KKK começou a sina dos cuecas de seda, esta gente que não serve pra nada e que não sabe viver sem mamar nas tetas dos governos, federal, estadual e municipal. A hora das mudanças profundas chegou, quem tem valor ou padrinho forte se salva, quem não volta para casa, para fazer o que a vida toda fez, nada.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*