"Vamos lutar até o último minuto", diz Haddad ao votar em São Paulo | Fábio Campana

“Vamos lutar até o último minuto”, diz Haddad ao votar em São Paulo

O candidato à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad, já registrou o seu voto em São Paulo, na manhã deste domingo (28). Antes de registrar seu posicionamento na urna eletrônica, ele falou com jornalistas, demonstrando confiança numa virada contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) e disse que iria lutar até o último minuto. “Estou muito confiante de que nós vamos ter um grande resultado hoje. Vamos lutar até o último minuto . As pesquisas indicam uma retomada importante da intenção de voto no nosso projeto. Eu confio na democracia, confio no povo brasileiro” afirmou. As informações são do Portal Último Segundo.

O bate-papo de Haddad com a imprensa aconteceu em um hotel em São Paulo, onde o candidato tomou café da manhã hoje, com a coordenação da campanha e dirigentes do PT. No frente do cólégio em que Haddad votou hoje cedo, uma multidão de militantes se aglomerou, a fim de saudar o candidato do PT.

Enquanto isso, no sul do País, a candidata a vice-presidente pela chapa de Haddad, Manuela D’ávila (PCdoB) votou em um colégio de Porta Alegre. O colégio em que ela votou também estava cercado de militantes, que cantavam “Manu no Jaburu”, em apoio à sua vitória nas eleições 2018.

A candidata estava acompanhada pela mãe, por Miguel Rossetto (PT), que concorreu ao governo do Rio Grande do Sul no primeiro turno, e pelos deputados federais Henrique Fontana (PT) e Maria do Rosário (PT), que foram reeleitos. Em sua chegada, foi recebida com flores por um grupo de apoiadores.

Após rápida votação, a candidata mostrou seguiu um clima de ” lutar até o último minuto ” de Haddad. “Tenho a convicção de que as milhares de pessoas que foram às ruas de forma voluntária se engajar na nossa campanha, em defesa da democracia e da liberdade, produziram a maior virada da história das eleições do Brasil”, disse.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*