O vai ou racha da última semana de campanha no Paraná | Fábio Campana

O vai ou racha da última semana de campanha no Paraná

Como geralmente acontece nas campanhas eleitorais, a última semana esquenta os humores e as estratégias optam por discursos mais afiados. Os objetivos são os mesmos: segurar os votos conquistados até aqui e somar a eles o percentual de nulos, brancos e indecisos.
Ratinho Junior: “Não estou aqui para manter pai, sobrinho sogro ou cunhado no poder. Não preciso disso e minha família também não”.
Cida Borghetti: “Não podemos arriscar. Quando se trata da casa da gente, não dá pra ter uma aventura”.
João Arruda: divulgou carta de 2015, em que os vices de Ratinho, Darci Piana, e de Cida Borghetti, Coronel Malucelli, assinavam pela prorrogação dos contratos do pedágio.


Um comentário

  1. eleitor desmemoriado
    segunda-feira, 1 de outubro de 2018 – 10:52 hs

    Agora vale tudo, é a hora de gastar toda a munição que sobrou, chegou a hora da bala de prata. Mas quem diz o que quer pode receber muito mais do que não quer. O sobrinho de Maria Louca corre sério risco em usar a bala de prata , a renovação dos contratos de pedágio, contra os adversários porque ela pode se virar contra o titio dele. A política do Paraná deixou para trás o temor do aparecimento de outro Ferreirinha, ele colou no passado mas hoje não cola mais .

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*