Haja Rivotril | Fábio Campana

Haja Rivotril


Nos corredores do Centro Cívico é comum o encontro entre duas legiões de desesperados. Uma é a que morre de medo dos desdobramentos da Lava Jato depois da delação de Nelson Leal. Treme de paúra com a informação de que novas operações vão acontecer depois das eleições presidenciais e que muita gente pode passar o Natal e o Ano Novo na cadeia.

A outra legião de ansiosos é a dos políticos e apaniguados que pretendem garantir um cargo, uma sinecura, uma benesse no próximo governo. Ratinho Jr, fechado em copas, acentua o desespero dessa turma que tem gente de todas as cataduras, do alto e do baixo clero, sem distinção de partidos. Na semana, uma turma de petistas ou ex-petistas andou rondando a cerca, louquinha para passar do outro lado, onde o pasto dos vencedores é farto e verdejante.

Onde ficaram, a seca é cada vez maior. E a esperança de vitória de Haddad para conseguir uma boquinha em Itaipu já foi pelo ralo.


2 comentários

  1. terça-feira, 23 de outubro de 2018 – 13:29 hs

    Bah,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!

  2. troll
    terça-feira, 23 de outubro de 2018 – 18:53 hs

    KKK ainda restam cuecas de seda pestistas no Centro Cívico? Deve ser gente muito bem disfarçada, porque o Greca não quer ver este tipo de gente por perto, já basta a caterva dele. E o que a dona Cida faz com gente deste naipe, adora se cercar de traidores? O Ratinho pai jurava que limpava a prefeitura se o filho fosse eleito prefeito. Os cuecas de seda escaparam uma vez mas não escapam uma segunda. Vai “rolar sangue” no Centro Cívico a partir de 1º de janeiro. Os seminovos das concessionárias e as imobiliárias devem estar bem demandadas nestes dias, uns querendo vender e outros querendo mudar de endereço

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*