Haddad: 'Vou respeitar lista tríplice para escolha na PGR' | Fábio Campana

Haddad: ‘Vou respeitar lista tríplice para escolha na PGR’

Fernando Haddad fez coletiva de imprensa hoje para falar sobre seus critérios de nomeação para o cargo de procurador-geral da República, e também para dar uma alfinetada em Bolsonaro. Disse que, ao contrário de seu adversário, vai respeitar a lista tríplice do Ministério Público para a escolha do nome. “A ideia dele [Bolsonaro] de escolher alguém da sua conveniência [para o cargo de procurador-geral], independentemente de ouvir a categoria, coloca em risco uma das conquistas democráticas mais importantes do período recente”.
Haddad disse que “a licença para matar dificilmente vai passar pelo Ministério Público Federal” e disse ainda que é por isso que seu adversário quer um procurador-geral “alinhado às teses bárbaras que ele defende. A barbárie que já acontece só vai recrudescer”.
Bolsonaro afirmou ontem que não se obrigará a seguir a chamada lista tríplice, relação de três procuradores que é elaborada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) por meio de uma votação e submetida ao presidente da República.


6 comentários

  1. Palpiteiro
    quarta-feira, 17 de outubro de 2018 – 19:11 hs

    Essa eleição é uma laranjice descarada. O procurador geral chefia o ministério público da união que é formado por procuradores da república, do trabalho, da união, da justiça militar, do distrito federal e territórios. Mas, só os procuradores da república participam da eleição. É uma eleição de corporação, de partido.

  2. troll
    quarta-feira, 17 de outubro de 2018 – 19:43 hs

    Se a lei dá ao presidente da república a prerrogativa de nomear para o cargo de Procurador Geral da República alguém da sua confiança, ele pode exercê-la ou não. O importante sempre é respeitar a lei, simples assim. O resto é demagogia barata de quem já sabe que perdeu esta.

  3. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 17 de outubro de 2018 – 20:49 hs

    Quem matou Celso Daniel?

  4. SERGIO SILVESTRE
    quinta-feira, 18 de outubro de 2018 – 19:07 hs

    Tema de pouca importância pois a Constituição não fala em nomeação do cabeça de lista.

  5. SERGIO SILVESTRE
    quinta-feira, 18 de outubro de 2018 – 19:12 hs

    § 1º O Ministério Público da União tem por chefe o Procurador-Geral da República, nomeado pelo Presidente da República dentre integrantes da carreira, maiores de trinta e cinco anos, após a aprovação de seu nome pela maioria absoluta dos membros do Senado Federal, para mandato de dois anos, permitida a recondução.
    A constituição não fala em lista tríplice para nomeação do procurador geral da republica

  6. Leozinho
    sábado, 20 de outubro de 2018 – 1:57 hs

    Vai respeitar desde que o primeiro seja ideologicamente ligado os PT. Vergonha. Todas as instituições contaminadas. Nunca questionaram a constitucionalidade das leis. Mal eram promulgadas e já estavam ajuizando ações cobrando politicas publicas. Sequer pararam para refletir a legitimidade das leis do PT. Agora quem vai reorganizar a casa?? O Haddad??

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*