Cida e Temer anunciam nova ponte Brasil – Paraguai até dezembro | Fábio Campana

Cida e Temer anunciam nova ponte Brasil – Paraguai até dezembro

A construção de uma segunda ponte entre Brasil e Paraguai, paga pela Itaipu Binacional, voltou a ser tema de uma conversa entre o presidente da República, Michel Temer (MDB), e a governadora do Paraná, Cida Borghetti (PP) . Os dois se encontraram nesta terça-feira (30), no Palácio do Planalto. As informações são de Catarina Scortecci na Gazeta do Povo.

Na saída da reunião, Cida disse à imprensa que a expectativa é que o anúncio de início da obra seja feito por Temer em dezembro, em Foz do Iguaçu. A ponte ligaria a cidade paranaense a Presidente Franco. Em fins de mandato, Temer e Cida se mobilizam para dar o pontapé na obra, que foi desenhada em 2014 e que, agora, está à espera apenas do aval formal da Itaipu Binacional para sair do papel.

Interlocutores do governo federal trabalhavam inicialmente com a hipótese de anunciar o início da obra ainda antes das eleições, o que não ocorreu. A Gazeta do Povo apurou que entre os entraves estaria a possibilidade de impacto na tarifa de energia.

A ideia é que a Itaipu Binacional assuma todo o custo da obra, estimado em US$ 70 milhões – cerca de R$ 260 milhões pelo câmbio desta terça-feira (30). As cúpulas brasileira e paraguaia da hidrelétrica já teriam concordado informalmente com o investimento, mas ainda existiriam dúvidas sobre se tal injeção de dinheiro traria ou não impacto na tarifa de energia – e o ponto deve atrair o interesse da equipe do novo chefe do Planalto a partir de 2019, Jair Bolsonaro (PSL) .

No âmbito da Itaipu Binacional, as reuniões sobre o tema ainda não resultaram em um desfecho. Para que o dinheiro seja liberado, é necessária a assinatura formal de órgãos da hidrelétrica.”


3 comentários

  1. BinLaden
    quarta-feira, 31 de outubro de 2018 – 14:50 hs

    Tá igualzinho o metrô de Curitiba

  2. Silvana
    domingo, 4 de novembro de 2018 – 18:21 hs

    Em 1999, em congresso do mp estadual com deputados aliados petistas, Temer foi muito criticado por ser contra o projeto que resuktou na EC45/04. Isso fez com que sua imagem fosse destruida pelo PT e por pessoas que queriam a contração de uma ideologia social para implementar projetos do MT em forma de politicas públicas. Os deputados petistas palestraram e no caminho as coisas sairam do controle. O grupo dominante perdeu o poder e ao retomar, perseguiram todos que foram contrários, aparelhando a instituição com novos membros já doutrinados a perseguir este projeto de manutenção e implementação dos ideais sociais. Mas ninguém investiga o investigador. A Policia Civil e Federal devem apresentar projeto em Brasília para serem legitimados a instaurar Inquerito Civil também, e a PGE processar membros do MP.

  3. Silvana
    domingo, 4 de novembro de 2018 – 18:22 hs

    Em 1999, em congresso do mp estadual com deputados aliados petistas, Temer foi muito criticado por ser contra o projeto que resuktou na EC45/04. Isso fez com que sua imagem fosse destruida pelo PT e por pessoas que queriam a construção de uma ideologia social para implementar projetos do PT em forma de politicas públicas. Os deputados petistas palestraram e no caminho as coisas sairam do controle. O grupo dominante perdeu o poder e ao retomar, perseguiram todos que foram contrários, aparelhando a instituição com novos membros já doutrinados a perseguir este projeto de manutenção e implementação dos ideais sociais. Mas ninguém investiga o investigador. A Policia Civil e Federal devem apresentar projeto em Brasília para serem legitimados a instaurar Inquerito Civil também, e a PGE processar membros do MP.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*