32 alvos da Lava Jato se elegem | Fábio Campana

32 alvos da Lava Jato se elegem

24 investigados e seis denunciados na Lava Jato conseguiram driblar as denúncias e se eleger ontem. Outros 47 não tiveram a mesma sorte e foram derrotados nas urnas. E cinco continuam no segundo turno da disputa.
Nomes como Renan Calheiros, Ciro Nogueira e Jader Barbalho inauguram 2019 ocupando foro privilegiado cadeiras no Senado.
Casos como Gleisi Hoffmann e Aécio Neves não se arriscaram e resolveram descer um degrau para se elegerem, ambos largaram as aspirações de continuar no Senado serão colegas na Câmara.
Entre aqueles que não conseguiram ultrapassar as tintas da Lava Jato, estão nomes importantes do cenário nacional, como Dilma Rousseff, Lindbergh Farias, Eunício Oliveira, Romero Jucá e Beto Richa.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*