Sem imposto na cachaça | Fábio Campana

Sem imposto na cachaça

Produtores de cachaça se uniram para lançar um manifesto para que o governo amplie esforços para promoção e proteção do produto. Para isso, pedem a reavaliação da carga tributária sobre a bebida, que segundo o setor, é o produto mais taxado do país, e o combate à clandestinidade e à informalidade, superior a 85%.
Um trecho do texto diz que “Em 2015, o governo reviu a sistemática de cobrança do IPI [Imposto sobre Produtos Industrializados], o que representou um aumento significativo do preço do produto. Em alguns casos, a alta chegou a 330%. Isso impactou muito porque o setor é extremamente sensível a alterações tributárias”.
Entretanto, o setor reconhece que a inclusão de parte dos produtores no Simples Nacional, deu fôlego ao negócio. Mais de um terço dos produtores estão enquadrados na modalidade, o que em alguns casos a mudança gerou redução de tributos de 90%.

(Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)


Um comentário

  1. Carlos Alberto Honesto
    terça-feira, 25 de setembro de 2018 – 9:54 hs

    Sabiá, Beija-Flor… Não tem Tico-Tico?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*