"Imposto sobre grandes fortunas não foi bom" | Fábio Campana

“Imposto sobre grandes fortunas não foi bom”

Oriovisto Guimarães (Podemos), participou hoje da série de entrevistas que o Bom Dia Paraná faz com os candidatos ao Senado durante a semana.
Com um patrimônio declarado no TRE de R$ 239 milhões, foi questionado sobre imposto sobre grandes fortunas, como forma de equilibrar a desigualdade social no Brasil. Disse que houve a tentativa em vários países da Europa, mas o resultado não foi positivo: “O que houve foi sempre fuga de capital para outros países, aonde a legislação não previa esse imposto. O que eu acho que é importante dizer é o seguinte: o Brasil tributa muito e tributal mal. Nosso país tributa o consumo, tributa o arroz, tributa o feijão, tributa a energia elétrica, tributa combustíveis. Uma criança quando vai comprar uma bala, paga imposto. Eu acho que nós temos que tributar mais o lucro – o lucro dos grandes empresários, o lucro dos bancos e tributar menos o consumo. Aí sim, nós teríamos um imposto mais justo, tributando menos as pessoas de baixa renda e tributando mais as pessoas que ganham mais”.

(Foto: Reprodução/RPC)


5 comentários

  1. terça-feira, 18 de setembro de 2018 – 13:11 hs

    Bah,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

  2. Tarcisio
    terça-feira, 18 de setembro de 2018 – 14:51 hs

    Mais um aventureiro, entediado com a vida, a falar sobre o que não domina.

  3. terça-feira, 18 de setembro de 2018 – 16:59 hs

    O SUJEITO E UM CARA DE PAU MESMO. TEM O QUE TEM DEVIDO A INCENTIVOS FISCAIS DOS QUAIS SE BENEFICIOU. E, AGORA VEM COM ESSA CONVERSINHA MOLE ……

  4. Veredito
    terça-feira, 18 de setembro de 2018 – 17:49 hs

    Você aí que se identifica como Geraldo. Por acaso conhece a trajetória empresarial deste homem? Não tenho procuração dele para esta defesa e muito menos vou votar nele por já ter meu candidato, mas daí a dizer que ele se aproveitou de incentivos fiscais como se fosse um crime, é se declarar sem nenhum conhecimento do assunto. Para que existem incentivos fiscais se não for para comentar empreendimentos?Procure saber quem este é este homem parta depois atacá-lo. Você saiba que ele criou o Grupo Positivo, um dos maiores complexos educacionais do país e a Positivo Informática? Isto vai fazer bem para sua cabeça.

  5. Denner Rogers
    quarta-feira, 19 de setembro de 2018 – 18:51 hs

    Tá aí um cara que ganhou o meu voto.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*