Il vecchio mascalzone está preso | Fábio Campana

Il vecchio mascalzone está preso

Il vecchio mascalzone. O velho canalha. Assim Luigi Fiocco é conhecido na Itália e em outros tantos países do mundo em que aplicou seu golpe favorito: na Itália foram 200 milhões de euros em arrecadações ilícitas de recursos públicos para construir a Avio, uma fábrica de helicópteros e aviões que jamais passou da imaginação de Fiocco.

Inteligente, amável, de excelente humor e modos de membro da nobreza, Fiocco chegou a enganar o governo da China, o que é considerado um feito fantástico. Aqui foi mais fácil, passou a lábia no ex-governador Beto Richa, que se apressou a propiciar tudo que ele precisava para fazer o projeto de sua fábrica em Maringá, inclusive incentivos do Paraná Competitivo.

Ora, pois, o simpático canalha Luigi Fiocco deu o golpe e sumiu. Hoje foi preso pelo policia brasileira. Na Itália, o “príncipe da fraude” como foi chamado quando chegou a participar de uma missão ministerial à China, para a construção de uma fábrica de helicópteros. Ele foi condenado na Itália a um total de 10 anos e 9 meses de prisão.


4 comentários

  1. eleitor desmemoriado
    terça-feira, 4 de setembro de 2018 – 19:29 hs

    E com quanto o Betinho e o Paraná Competitivo entraram? É bom se saber com quanto nós paranaenses micamos nesta parada para “termos” uma “fábrica de helicópteros” na terra dos pés vermelhos. Mas e aquela tal fábrica de partes de avião para uma fabricante russa também era migué do piá de prédio?

  2. terça-feira, 4 de setembro de 2018 – 19:51 hs

    E os cavalos do Requião tratados com alfafa Pública e pastagem da Granja Canguiri? Requião alugava os Cavalos para a Poícia? Parece que era isso que acontecia. Don Mamonone, inventor do Ferreinha, o maoir espalhador de Fake News do Brasil!

  3. Observador
    terça-feira, 4 de setembro de 2018 – 20:13 hs

    Engraçado, mas parece que apos o psdb sair do governo so vejo por aqui notícias negativas do Beto… estranho, muito estranho…

  4. Observador
    terça-feira, 4 de setembro de 2018 – 23:19 hs

    Dizem que quem trouxe essa figura ao Parana e concedeu incentivos ate societarios foi Ricardo Barros. Li num blog.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*