Alckmin acusado de improbidade administrativa | Fábio Campana

Alckmin acusado de improbidade administrativa

O Ministério Público de São Paulo abriu ação de improbidade administrativa contra Geraldo Alckmin. Os promotores afirmam que o tucano aceitou pelo menos R$ 7,8 milhões da Odebrecht para financiar sua campanha à reeleição ao estado de São Paulo, em 2014, por meio de caixa dois.
Segundo o que consta no processo, a entrega da grana era feita em um hotel de São Paulo em remessas que variavam de R$ 300 mil a R$ 1,5 milhão.
O que o promotor Ricardo Manuel Castro quer? Que Alckmin seja condenado à suspensão dos direitos políticos, à perda de eventual função pública e à perda dos valores ilicitamente acrescidos a seu patrimônio.
O ex-governador nega qualquer irregularidade no financiamento.

(Foto: Google/Reprodução)


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*