A arrogância de PT e PSDB | Fábio Campana

A arrogância de PT e PSDB

Vera Magalhães,
O antipetismo é a maior força motriz do bolsonarismo. É dele que se alimenta a votação crescente, na casa de 30%, do deputado do PSL. Ainda assim, petistas encabeçam manifestos em defesa da democracia, como se não viessem há meses esticando a corda das instituições ao contestar a condenação judicial de Lula e a normalidade democrática, afirmando que o impeachment de Dilma Rousseff foi golpe.
Ao mesmo tempo, o PSDB, que perdeu o bonde do antipetismo e desdenhou da resiliência de Bolsonaro, agora se arvora o direito de pregar um acordo no centro enquanto Geraldo Alckmin patina nas pesquisas e não demonstra capacidade de disputar com Bolsonaro e Haddad de igual para igual. PT e PSDB se acostumaram a polarizar por osmose a política brasileira. Diante da quebra dessa lógica, respondem com a arrogância de sempre.


2 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 24 de setembro de 2018 – 12:00 hs

    O PSDB paga o preço da omissão de FHC em 2005, quando poderiam apoiar o impeachment de Lula e ter evitado 14 anos de desgraças que se abateram sobre esse país esquecido pelos céus. Trololó e prosa elegante não resolvem nada, num país de ignorantes. Tudo que está aí é o resultado da omissão de muitos e do ativismo apocalíptico da justiça e dos justiceiros, que cavalgam o tigre que os engolirá em breve.

  2. eleitor desmemoriado
    segunda-feira, 24 de setembro de 2018 – 15:41 hs

    Os dois são faces da mesma moeda, um prega o socialismo ao estilo nórdico. O outro é mais tosco, rude, sonha com aquele sonhado pelo Chavez, o tal do bolivarianismo, coisa que só ele sabia o que era.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*