Zé Dirceu livre, leve e solto | Fábio Campana

Zé Dirceu livre, leve e solto

A segundona do STF decidiu que José Dirceu continuará sem nenhuma restrição, a andar por este país. Edson Fachin e Celso de Mello foram votos vencidos e Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Dias Toffoli votaram contra a Procuradoria-geral da República que pedia a revogação da soltura.

(Foto: Google/Reprodução)


7 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 21 de agosto de 2018 – 21:15 hs

    Toffoli, Lewandowski, Gilmar. Não acredito?

  2. VISIONÁRIO
    quarta-feira, 22 de agosto de 2018 – 6:54 hs

    O caso José Dirceu demonstra como o nosso judiciário está total-
    mente falido. O cara é condenado em todas as instancias, vai preso
    e depois circula livremente sem tornozeleira para as suas costumei-
    ras “campanhas elitorais” com as bênçãos dos idiotas do STF !!??
    Que país é este !!??

  3. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 22 de agosto de 2018 – 8:24 hs

    “Ou se instaure a moralidade, ou nos locupletemos todos!” – Ponte Preta, o Estanislau.

    A justiça continua a mesma: Bate o martelo só em cima das cabeças de pretos, pobres e putas.

  4. PIMENTA PURA
    quarta-feira, 22 de agosto de 2018 – 8:26 hs

    Lugar de bandido perigoso é na cadeia ao lado do sapo barbudo.

  5. Rogério
    quarta-feira, 22 de agosto de 2018 – 9:29 hs

    A tendência é tornarmos uma Venezuela se esses corruptos petralhas assumirem o poder, enquanto o povo se contentar com o pão e circo, nunca seremos um país sério, acorda povo, que adianta o povo gravar videos, desejando um país sem corrupção se ficam idolatrando um candidato ladrão, corrupto, lavador de dinheiro, preso, condenado em várias instâncias, enquanto nós não criarmos vergonha na cara, esse país não vai mudar.

  6. quarta-feira, 22 de agosto de 2018 – 11:48 hs

    O trio laxante: solta tudo que é *erda

  7. Juca
    quarta-feira, 22 de agosto de 2018 – 14:55 hs

    Os três patetas da Turma de 2ª!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*