Sem Osmar, o PDT esvazia | Fábio Campana

Sem Osmar, o PDT esvazia

Osmar Dias foi, nos últimos anos, a grande referência política para a esquerda do Paraná. Candidato a governador, em torno dele gravitaram todas as forças de oposição aos governos estadual e federal. Do MDB, de Requião, aos frangalhos do PT, todos sonharam com uma frente de esquerdas a ser comandada por ele. Nessa posição, ele foi favorito para as eleições deste ano no Estado. A foto é da convenção do PDT. Um cenário grandioso para uma festa que ficou pequena sem Osmar como candidato.

Sem Osmar Dias, o primeiro a esvaziar foi o seu partido, o PDT, que não tem outra liderança de sua estatura. Optou por lançar candidatura própria, mas já na convenção ficou evidente que ele passou de partido de primeira grandeza para uma posição periférica, de coadjuvante que pretende interpretar uma ponta no primeiro turno.


4 comentários

  1. Daniel Simeoni de Oliveira
    domingo, 5 de agosto de 2018 – 14:40 hs

    Esta foto tirada após o término do Evento. Por que não coloca uma foto quando o Evento estava em andamento com a casa cheia?

  2. Jauri Cabral
    domingo, 5 de agosto de 2018 – 15:22 hs

    Osmar nunca foi PDT. Só usou a sigla nesses anos.Conseguiu acabar com o Partido no Paraná.
    Ele e alguns de seus asseclas.

  3. Pagador
    domingo, 5 de agosto de 2018 – 15:49 hs

    Quanto será q o Osmar levou nessa.
    Eleição passada a fazenda de TO está produzindo muito.

  4. Paulo André A. Resende
    domingo, 5 de agosto de 2018 – 17:40 hs

    Será que não há mágoa do irmão candidato a presidente ??

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*