Sem concursos, com coisas medonhas | Fábio Campana

Sem concursos, com coisas medonhas

Do Zé Beto,
No ano passado a França fez pouco mais de 1.200 concursos de arquitetura. O Brasil, 30. Existe uma lei federal que indica preferencialmente o concurso para a escolha de projetos em obras públicas, ao invés da licitação pelo menor preço. Nenhum governo segue isso, exceto o do Distrito Federal. O resultado são as coisas medonhas que você vê por aí, sem dizer que o que acontece nos bastidores das tais licitações é o que vocês imaginam.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*