As diretrizes dos candidatos ao governo do Paraná | Fábio Campana

As diretrizes dos candidatos ao governo do Paraná

Estadão,

Após o registro das chapas dos candidatos ao governo paranaense nas eleições 2018, o Tribunal Superior Eleitoral recebeu as diretrizes de governo dos postulantes. Conheça as propostas:
Cida Borghetti (PP)
Entre as diretrizes da governadora paranaense e candidata à reeleição, Cida Borghetti (PP), está a criação de um Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública e uma revisão da do ICMS ecológico do Paraná. No plano de infraestrutura, o plano de governo cita que a governadora iniciou as ações legais um novo programa de concessões rodoviárias do estado do Paraná. Na aba “futuro”, a governadora cita a criação de um “Plano Energético Estadual do Paraná”, tendo como horizonte um período de 20 anos.

Ratinho Junior (PSD)
O plano de governo do candidato do PSD ao governo paranaense, Ratinho Junior, prevê implantação de controle e fiscalização da atuação das secretarias e metas para os gestores. Na área educacional, propõe a utilização dos prédios das escolas pela comunidade além dos turnos normais e nos fins de semana, e implantar, de forma gradual, três refeições ao dia para os alunos. Na saúde, dá ênfase ao aprimoramento da Rede Materno-Infantil. Também promete criar uma “Cidade da Polícia”, que reuniria órgãos de segurança federais, estaduais e municipais.

Dr. Rosinha (PT)
O plano de governo do candidato do PT ao governo paranaense, Dr. Rosinha, pretende “assegurar a participação da sociedade civil paranaense em todos os grandes debates que envolvam a administração estadual”. Na saúde, ao plano apresenta a proposta de destinar para o SUS no mínimo 12% das receitas do Estado. Na educação, pretende ampliar o ensino em tempo integral para 50% das escolas. O texto também propõe a ampliação do orçamento destinado à cultura, cita medidas destinadas a mulheres e para combate ao racismo.

João Arruda (MDB)
As diretrizes do candidato ao governo do Paraná do MDB, João Arruda, incluem, na área econômica, gerar de empregos, atrair novas empresas para o Estado e desenvolvimento de parcerias público-privadas para investimentos em infraestrutura. O plano cita “melhorias” da qualidade do ensino fundamental e reorganização do ensino médio. Na saúde, prioriza a infraestrutura hospitalar regional. Entre os compromissos, o partido inclui transparência das contas públicas, aumento da participação popular no controle do sistema político-administrativo estadual e atenção “diferenciada” para grupos vulneráveis.

Jorge Bernardi (Rede)
O plano de governo do candidato da Rede, Jorge Bernardi, apresenta a ideia de regulamentação da participação popular na elaboração do orçamento estadual. Na educação, o candidato se propõe a erradicar o analfabetismo no Paraná. Para o desenvolvimento regional, as diretrizes determinam a implantação de regiões metropolitanas em torno das principais cidades do Estado. – e priorizam a sustentabilidade nos projetos voltados à agricultura. Segundo o plano, não haverá renovação dos contratos de concessão das rodovias estaduais, que se encerram em 2021.

Piva (PSOL)
Na área da saúde, o plano de governo de Piva, candidato ao governo do Paraná pelo PSOL, apresenta diretrizes focadas no atendimento ao trabalhador e propõe a criação de uma empresa pública de produção de medicamentos no Estado e incentivo à construção de hospitais regionais. Na questão da segurança, as propostas são “medidas desmilitarizantes”. Na área da educação, o plano propõe investimento de parcela do ICMS nas universidades estaduais e auxílio para o transporte de alunos. Piva propõe que as estradas voltem a ser geridas pelo Estado.

Priscila Ebara (PCO)
O plano de governo da candidata do PCO ao governo paranaense, Priscila Ebara, traz no título a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado e preso pela Lava Jato, e de sua candidatura. A legenda apresenta propostas somente em nível federal. Além de declarar sua contrariedade em relação ao presidente Michel Temer (MDB), o plano afirma a intenção de aumentar o salário mínimo para R$ 4 mil e de realizar protestos contra o desemprego, por carga horária de trabalho menor e moradias populares.

Professor Ivan Bernardo (PSTU)
O plano de governo do candidato do PSTU ao governo do Paraná, Professor Ivan Bernardo, critica o capitalismo e conclama o povo a se unir em torno de uma “rebelião” de trabalhadores. Muitas das propostas fazem parte do cenário nacional, como revogação de reformas “neoliberais” e estatização do sistema financeiro e de empresas privatizadas. O plano também defende direito ao trabalho, aumento do salário mínimo, qualidade na saúde, transporte e educação públicos e aposentadoria digna, bem como a reforma agrária e combate a preconceitos contra minorias.

Geonísio Marinho (PRTB)
Em suas diretrizes, o candidato ao governo paranaense pelo PRTB, Geonísio Marinho, promete um “governo estadual com alma municipalista”. Promete melhorar a economia do Paraná e prevê auditoria das contas públicas do Estado. Marinho pretende terceirizar presídios estaduais e criar parques industriais descentralizados. Na saúde, prioriza a descentralização, com a formação de parcerias público-privadas com hospitais filantrópicos. Na área da educação, traz a ideia de incluir de inovações tecnológicas nas salas de aula. Reproduzindo o plano nacional do partido, propõe um “aerotrem” que ligue as cidades do Paraná.


5 comentários

  1. Luana
    terça-feira, 21 de agosto de 2018 – 17:19 hs

    O Ratinho criou o comitê Energia Inovadora, engraçado não ter sido mencionado !!!

  2. Indignado
    terça-feira, 21 de agosto de 2018 – 18:03 hs

    Prezado Fabio Campana,

    Quanto a descrição “Na aba “futuro”, a governadora cita a criação de um “Plano Energético Estadual do Paraná”, tendo como horizonte um período de 20 anos.”

    O Plano de Governo da Sra. Cida Borghetti, quanto à questão energética, traz apenas dois itens muito mal explicados, que não dão nenhum embasamento ao leitor de como serão estruturados e não trazem subsídios mínimos para a elaboração do tal plano de 20 anos.

    Criação de um Plano Energético Estadual??? Piada. Escrito por pessoas que desconhecem a história dos BEs elaborados pela Copel e que são fonte de dados importantes para qualquer planejamento eletroenergético futuro.

    Para uma candidata que, quando questionada pelo futuro governador Ratinho Junior sobre segurança energética, falou sobre fibra óptica, não podemos esperar muita coisa, principalmente daqueles que estão por trás deste mirabolante plano.

    O candidado Ratinho Junior é o único que possui um Comitê específico para tratar do assunto Energia (Energia Inovadora).

    O Plano de Governo do candidato Carlos Roberto Massa Junior, denominado “Paraná 2022” e com 178 páginas, traz a palavra “mudança” como um de seus principais pilares. Muitos especialistas, das mais diversas áreas e espalhados por todo o estado se debruçaram para pensar o Paraná que queremos para os próximos anos.

    Entres eles, estão técnicos e engenheiros (mestres e doutores) do Comitê Energia Inovadora.

    Cabe lembrar que as propostas foram construídas em conjunto com a participação da sociedade através de muitos eventos que ocorreram desde 2017 em todas as regiões do estado, chamados “Espaços Democráticos”.

    No tema Energia foram contemplados alguns pontos principais e que foram considerados estratégicos e vale citar algumas páginas do plano macro em que o referido tema é abordado de forma direta, indireta e de maneira transversal, tais como, Educação, Pesquisa & Desenvolvimento, Segurança Pública, Gestão de Governo (Desburocratização, Governo Digital, Inovação, Parcerias entre o Estado e a Sociedade). Entre as principais páginas diretas podemos citar:
    Pág. 16: AGEPAR
    Pág. 17 – 18 – 19: Segurança Energética
    Pág. 21: Desenvolvimento Regional ancorado nos Ecossistemas de Inovação
    Pág. 58: Estatais / Copel / Compagás
    Pág. 88: Tecnologia e Inovação
    Pág. 126 – 127: Inovação
    Pág. 129: Banco de Projetos de Inovação
    Pág. 130: Ciência e Tecnologia
    Pág. 150 – 151 – 152: Energia – (Matriz Energética, Micro e minigeração distribuída, cadeia produtiva, linhas de crédito, IPTU Ecológico, Auto declaração, Eficiência Energética, Programa Espaços Públicos, Biocombustível, Iluminação Pública, Copel Serviços, Dutovias, Polo Alcoolquímico)
    Pág. 159: Indústria.

    Aproveito para agradecer cada especialista que participou conosco para que alcancemos um Paraná Inovador e livre de oportunistas que acham que entendem de energia e o que dirá de planejamento energético.

    E para finalizar, faço referência a citação de José Ortega y Gasset: “Entre querer ser e pensar que já se é, vai a distância entre o sublime e o ridículo”.

  3. Antonio Kennel
    terça-feira, 21 de agosto de 2018 – 18:04 hs

    Olhando assim, a Cida se destaca

  4. Aguirre
    terça-feira, 21 de agosto de 2018 – 18:55 hs

    Otimista, pensei que estávamos num circo, no perigoso terreno da galhofa. Depois de examinar as propostas dos nossos candidatos a governador temo que estejamos nos encaminhando para um hospício.

  5. Branca Guimaraes
    terça-feira, 21 de agosto de 2018 – 23:17 hs

    Bahhhhh kkkk o Rato quer tirar a polícia da rua kkkkkkkvaincolocar todos na cidade da polícia affffffff tem que ter muito nugget

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*