Alvaro terá vice do PSC, Podemos vai de Ratinho e Osmar fica a ver navios | Fábio Campana

Alvaro terá vice do PSC, Podemos vai de Ratinho e Osmar fica a ver navios

Para Ratinho Jr foi uma tacada de mestre. Para Alvaro Dias, uma boa solução, pois ele alcançou o que pretendia, o apoio de Ratinho Jr e, por extensão, de seu pai, o apresentador de TV Ratinho. Seu vice será um nome do PSC, o pouco conhecido Paulo Rebello de Castro. Na convenção de sábado pela manhã, quando o Podemos anunciará Alvaro Dias para presidente da República, o PSC de Ratinho Jr fará a festa.

O PSC do Paraná vai repetir a festa do lançamento de Ratinho Jr a governador. Rebello, foi presidente do BNDES no governo Temer, tinha sido lançado candidato a presidente pelo PSC na convenção nacional do partido realizada dia 20 passado, mas hoje ele e Alvaro Dias chegaram a um acordo. Está formada a dupla.

Quem fica definitivamente a ver navios é Osmar Dias, candidato ao governo do Paraná pelo PDT, que pode desistir de vez do apoio de seu irmão Alvaro Dias.


7 comentários

  1. paulo
    quarta-feira, 1 de agosto de 2018 – 19:50 hs

    nunca pensei que esses irmaos dias pudessem ser tao asno assim

  2. maria do rocio cunha
    quinta-feira, 2 de agosto de 2018 – 7:31 hs

    Bem feito para o Osmar. Se não tivesse renegado o MDB não estaria hoje a ver navios…

  3. urtiga urens
    quinta-feira, 2 de agosto de 2018 – 7:46 hs

    …. sempre o foram … e dessa banda salto fora….

  4. quinta-feira, 2 de agosto de 2018 – 8:31 hs

    ASNO? SABE DE NADA INOSCENTES,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!

  5. Álvaro perde Coerência.
    quinta-feira, 2 de agosto de 2018 – 9:55 hs

    Mais é uma Anta esse Álvaro Dias.
    De que adiantou não querer montar a Chapa com os partidos do Centrão e apoiar Alckmin e agora aceita como seu vice um cara do time do TEMER.
    Sinceramente você perdeu a noção e seus votos vão diminuir.
    Se Phoderam amigo.

  6. Diderot
    quinta-feira, 2 de agosto de 2018 – 11:40 hs

    Não esqueçam que o primeiro a trair foi o Rossoni, que escanteou o Alvaro após a reeleição do Beto em 2014.

    Alvaro apenas deu o troco no Rossoni.

    Isolou os adversários dele, Alvaro.

    Asno foi quem não contou com o talento do Alvaro para articulação, e lançou o Beto no precipício de uma candidatura em meio a tantas denuncias e sem a caneta.

  7. sexta-feira, 3 de agosto de 2018 – 10:11 hs

    Um cara que trai o irmão, trairá uma nação!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*