Fanini, pedra no sapato de Beto Richa | Fábio Campana

Fanini, pedra no sapato de Beto Richa

O ex-diretor da Secretaria de Educação, Maurício Fanini, disse em depoimento à Justiça nesta quarta-feira (22) que o dinheiro desviado das obras das escolas estaduais também tinha como destino o “enriquecimento ilícito” do ex-governador Beto Richa (PSDB). Fanini declarou ainda que prestava contas da arrecadação de propina mensalmente ao próprio Richa. O ex-diretor está preso desde o ano passado em decorrência da Operação Quadro Negro. Beto Richa nega as acusações e alega que se tratam de estratégia de Fanini para obter uma delação premiada.

O depoimento de Fanini a que a Gazeta do Povo teve acesso foi prestado à 9ª Vara Criminal de Curitiba no âmbito de um processo que apura desvios ocorridos em duas escolas estaduais: Tancredo Neves, em Colombo, e Professora Linda Salamuni Bacila, em Ponta Grossa. A Construtora Valor, do delator Eduardo Lopes de Souza, foi a responsável pelas obras nessas escolas. Ele é réu no mesmo processo.

Segundo o ex-diretor, o esquema de desvios havia sido combinado por ele com Richa em 2011. Parte dos recursos ficariam com Fanini, que aceitou as acusações da denúncia do Ministério Público do Paraná na íntegra, parte ajudaria a financiar campanhas eleitorais do PSDB e outra, o terço final, iria para o ex-governador. “Eu era parte de uma engrenagem que arrecadava dinheiro, que arrecadava propina para o governador [Richa], para o sistema de gastos de campanha e também para enriquecimento ilícito dele próprio”, disse Fanini. “Eu servi a um senhor só, que era o governador Beto Richa”.


8 comentários

  1. quinta-feira, 23 de agosto de 2018 – 12:00 hs

    Aqui em Curitiba temos um lugar especial dedicado só para prender ladrões de alto coturno, lá até ex-presidente está morando, então se o ex-governador é mesmo ladrão já tem onde parar. Neste pondo somos muito sortudos.

  2. quinta-feira, 23 de agosto de 2018 – 13:32 hs

    FAZER PARCERIA COM PROSTITUTO, É CAIXÃO,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

  3. JP
    quinta-feira, 23 de agosto de 2018 – 14:18 hs

    Versão decorada por um delinquente confesso, que busca atenuar sua sanção penal, por meio de uma detração, acusando terceiros.
    Falar é fácil “sr. Fanini”, difícil será provar toda essa sua delação utópica ….
    Delação sempre provas, como o senhor mesmo disse que as eliminou, nada vale !!!!

  4. Rogério
    quinta-feira, 23 de agosto de 2018 – 15:17 hs

    Pare o ônibus que eu quero descer, não acredito que tem gente que defende políticos CORRUPTOS que saquearam as finanças do Estado, quem defende ladrão , esperar o quê????

  5. Pedro Silva
    quinta-feira, 23 de agosto de 2018 – 16:02 hs

    Parece que o Lula terá companhia … logo, logo, … o que resta saber é se será antes ou depois da eleição !!

  6. luiz
    quinta-feira, 23 de agosto de 2018 – 18:28 hs

    Se esse vagabundo tiver como provar que repartiu esse roubo com beto Richa, Cadeia para os dois. Agora se esse vagabundo só está querendo salvar sua pele. Deve morrer logo na cadeia.

  7. Paulão
    quinta-feira, 23 de agosto de 2018 – 19:41 hs

    O histórico de maracutaias do Beto Richa remonta desde o tempo de seu primeiro mandato na Prefeitura, e de lá pra cá só prosperou. O duro de tudo isso é que ele se explica porem não justifica, e não se ateve que o Brasil mudou, e agora ha até e presidente preso. Portanto, não é de se surpreender se ele for parar em algum presidio de uma hora para outra.

  8. quinta-feira, 23 de agosto de 2018 – 20:50 hs

    Gente.. parem de defender politico.. todos sabemos que os trinta mil do salário deles nao mantém a vida nababesca que eles levam.. e quem defende político, ou é cúmplice ou está no meio da roubalheira.. a PF teria que investigar eles também…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*