A greve de fome terceirizada | Fábio Campana

A greve de fome terceirizada

Entrou no 22º dia a greve de fome que Lula terceirizou para sete militantes recrutados no MST.
Enquanto Lula tem café, almoço e janta garantidos, dirigentes do partido continuam a frequentar restaurantes e pedir lanches em gabinetes na conta da população e deputados da sigla peregrinam de mesa em mesa durante a campanha, uma das sete pessoas que foram para o sacrifício, passou mal hoje pela manhã e teve que ser levada a um hospital de Brasília.


Um comentário

  1. quarta-feira, 22 de agosto de 2018 – 17:24 hs

    Na verdade sou funcionário da Cida isto é estou vendendo o almoço para comprar a janta mas ajudaria na compra de um caixão para esses idiotas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*