29% dos brasileiros são analfabetos funcionais | Fábio Campana

29% dos brasileiros são analfabetos funcionais

Analfabeto funcional é aquele que conhece os códigos de escrita, mas tem muita dificuldade em entende-los em situações triviais, como por exemplo escrever ou compreender informações em um texto curto ou fazer contas numa mercearia.
Segundo estudo do Ibope Inteligência, 38 milhões de brasileiros entre 15 e 64 anos estão nessa situação, o que representa 29% da população – o estudo engloba nesse percentual os 8% de analfabetos e os 21% de ‘rudimentares’.
Quem é responsável por essa tragédia?
Aos ser questionado sobre os resultados da pesquisa, o Ministério da Educação, disse que não avalia estudos que não são do governo federal e que a Educação de Jovens e Adultos faz parte do ensino básico e, portanto, é de responsabilidade dos Estados e Municípios, cabendo à pasta somente fornecer “apoio suplementar” à alfabetização.


6 comentários

  1. QUESTIONADOR
    segunda-feira, 6 de agosto de 2018 – 11:08 hs

    -Este índice deve-se ao projeto de ensino do “endeusado” Paulo Freire!!!
    -Resultado de toda essa lambança: teremos péssimos profissionais no mercado, mal formados e sem o mínimo interesse de evoluir, de estudar, de aprender….pois com o advento da facilidade no uso da internet, privilegiou-se a preguiça!!!

  2. João Jr
    segunda-feira, 6 de agosto de 2018 – 11:39 hs

    Por que estudar e aprender uma profissão, se o caminho é passar num concurso público e relaxar pelos próximos 50 anos?
    Num país que privilegia a burocracia, ao invés do empreendedorismo, é assim: as escolas (caríssimas para o contribuinte, por sinal) finge que ensina, o aluno finge que aprende. Depois, faz o cursinho para o concurso e tudo está resolvido. Esse é o modelo PT que nos foi imposto.

  3. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 6 de agosto de 2018 – 11:51 hs

    Os outros 71% são analfabetos propriamente ditos.

  4. Diego
    segunda-feira, 6 de agosto de 2018 – 14:06 hs

    Apenas 29%?

    Há pesquisas que indicam cerca de 50% de analfabetismo funcional somente nos estudantes de ensino superior. O problema é que essa definição de analfabetismo funcional é muito curta.

  5. antonio carlos
    segunda-feira, 6 de agosto de 2018 – 19:10 hs

    Que beleza, em um país onde dois presidentes se gabam de terem aberto dezenas de universidades públicas, temos 38 milhões de pessoas que não entendem o que leem e tem dificuldade de escrever. E estamos preocupadíssimos com a falta de recursos para a pesquisa no ano de 2019. Em um país de quase 40 milhões analfabetos a preocupação maior seria a de pelo menos tentar tirar esta gente das trevas da ignorância.

  6. Professor
    segunda-feira, 6 de agosto de 2018 – 22:41 hs

    O problema é que o estado responsável pela educação, não se importa com isso, o sistema é uma tragédia, hoje o professor tem que aturar a falta de disciplina na sala de aula e no fim do ano aprovar o aluno por conselho de classe, sem ele saber nada, inverteram os papéis, não é o aluno que tem que comprovar que se apropriou do conhecimento mas sim o professor tem que provar que ele não sabe, se informem nas escola de seus filhos para ver como funciona o registro de notas, a cada atividade tem que ser feita uma recuperação, tipo se o aluno resolver entregar a avaliação em branco ele tem direito de fazer novamente com o mesmo conteúdo. resumindo, só reprova mesmo o aluno que se esforçar muito para reprovar ou não fizer nada e estiver registrado em inúmeras atas que ele não faz nada durante as aulas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*