Todos os meninos e o treinador estão fora da caverna na Tailândia | Fábio Campana

Todos os meninos e o treinador estão fora da caverna na Tailândia

O Estado de S. Paulo,
Todos os doze meninos e seu técnico foram resgatados nesta terça-feira, 10, de uma uma caverna parcialmente inundada na Tailândia. O grupo ficou preso por mais de duas semanas. As informações foram confirmadas pelos SEALs da Marinha tailandesa.
Antes do início dos trabalhos, especialistas avaliaram o risco enfrentado pelas crianças na travessia até a saída da caverna, visto que nenhuma delas tinha treinamento em mergulho e estavam fora das condições físicas. No entanto, as autoridades afirmaram que a melhora no tempo abriu uma janela de oportunidade que poderia se fechar caso as chuvas torrenciais retornassem à região.

A primeira etapa da operação de resgate foi realizada entre a madrugada e o início da manhã de domingo (horário local) e retirou 4 das 12 crianças que estavam presas na caverna. No dia seguinte, outros quatro meninos foram salvos. O grupo recebeu os primeiros atendimentos no hospital de campanha montado perto da entrada da caverna e foram encaminhados de helicóptero para um hospital em Chiang Rai, onde um andar inteiro foi reservado para os resgatados.

Os oito meninos resgatados anteriormente estão em um bom estado físico e mental, afirmou um responsável pelas operações. “Estão em bom estado, não têm febre”, disse à imprensa Jesada Chokedamrongsuk, secretário permanente do Ministério da Saúde, no hospital de Chiang Rai. “Todos estão em bom estado mental.” Os meninos se encontraram com os parentes, mas separados por uma divisória de vidro. A medida é para prevenir possíveis infecções.

Uma equipe de mergulhadores iniciou nesta manhã a terceira missão para resgatar os últimos quatro meninos e o adulto presos em uma caverna localizada ao norte da Tailândia desde o dia 23 de junho. Ao todo, 19 mergulhadores fazem parte da equipe de resgate, que conta com três SEALs da Marinha tailandesa e um médico. Mais de 90 profissionais participam das operações.

Os trabalhos de salvamento foram retomados após uma pausa de 10 horas para repor o material utilizado na retirada das pessoas e avaliar as condições na caverna. A missão final será realizada em um dia de fortes chuvas que serão um “desafio maior”, apesar de os níveis de água que inundam parte do local continuarem parecidos com os anteriores.


4 comentários

  1. OTIMISTA
    terça-feira, 10 de julho de 2018 – 10:16 hs

    Este episódio do resgate na Tailandia abre um enorme espaço
    para que o mundo inteiro medite a respeito a respeito do que somos
    e para onde vamos. Se analisarmos do ponto de vista de perda hu-
    mana já temos uma nítida noção de quantos morrem em uma guerra
    e por doenças por aqui e mundo afora. E o mundo inteiro parou para
    torcer para que esta equipe saissem com vida e o mais bonito é que
    todos os países enviaram ajudas humanas e tecnologias para o sal-
    vamento. É facílimo termos um mundo melhor. É só deixarmos as
    demagogias e ostentação de lado (para quem tem) e unirmos para
    que todos cheguem a uma bela vitória. Serve de um bom exemplo
    para o Brasil !!! Pena que uma grande parcela dos brasileiros tem
    memória curta…

  2. Marcão
    terça-feira, 10 de julho de 2018 – 11:15 hs

    Parabéns pelo comentário OTIMISTA!!!

  3. Tarzan
    terça-feira, 10 de julho de 2018 – 15:41 hs

    Graças a Deus nossas orações foram atendidas.

  4. Observador Atento
    quarta-feira, 11 de julho de 2018 – 8:07 hs

    As equipes de resgate e, pricipalmente, aqueles que voluntariamente se dispuseram, colocando suas próprias vidas em risco, a salvar essas crianças e seu treinador são verdadeiros heróis. Ou os heróis são os jogadores de futebol, alguns verdadeiros mercenários? A FIFA deveria, no encerramento da copa, prestar uma justa homenagem aos verdadeiros heróis, todos aqueles que participaram do resgate.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*