PT não arreda pé da candidatura de Lula, diz Gleisi | Fábio Campana

PT não arreda pé da candidatura de Lula, diz Gleisi

Lideranças petistas se encontraram hoje para tratar do que fazer daqui para frente em relação à candidatura de Lula. No horário de expediente do Senado, Gleisi Hoffmann falou com a companheirada reunida, que contava com Dilma Rousseff, Fernando Haddad e Jaques Wagner, para trazer a público que Lula continua candidato. Aproveitou também para dizer que o PT fará um ‘grande ato’ em Brasília no dia 15 de agosto (data que também há expediente no Congresso) para registrar a candidatura do chefe.

(Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)


6 comentários

  1. segunda-feira, 9 de julho de 2018 – 18:41 hs

    Kkk

  2. NÃO VOTE EM QUEM JÁ FOI
    segunda-feira, 9 de julho de 2018 – 21:28 hs

    Vai ser candidato à presidência da Mandchuria.

  3. Olmir
    terça-feira, 10 de julho de 2018 – 8:52 hs

    Sendo uma democracia, capitalista, de livre iniciativa e de expressão, com direitos assegurados na constituição, e segundo as leis se em falta perde tal direito, e ou seja a história mostra, que desde tempos anteriores a JRS ter assumido o poder, o ilustre sempre pousou como salvador da pátria, de fato fez boas coisas, mas por muitas vezes interferiu decisivamente provocando a piora e prejuízos generalizados, só a exemplo, poderia citar centenas, quando se reunião com líder de país baixo e rasteiro, na capital inglesa, fazia incitações e movimentos a favor de tal líder e país em caso de espoliação de simples cidadão trabalhador e investidor, vitima de sequestro, e que passou a ser vitima de tal país e governo e a assim também do local, e atual do estado e da união, inclusive em questão ainda não devidamente exposta, de ação de sua sucessora e obediente ordenada, em questão que de estoque de títulos públicos, e ou seja ocorrência de espoliação pública e ou titulo que se queira dar para meterem a mão, receberam direitos para exercer o poder, mas dentro das leis e da constituição, e uso de corporativismo institucional e abuso do uso do poder não são previstos dentro processo eleitoral.
    E ou seja desde JRD sempre pousam de salvadores da pátria isso é pura farsa ou só meia verdade e ou meia mentira, até a exemplo das melhorias salariais e até mesmo do salário mínimo, que de fato em sua maioria foram feitos e promovidos por diversos empresários, investidores, trabalhadores, diretores,…. simplesmente se posta como dono e ou seja meias verdades, meias mentiras, itens como abono, e posteriores inclusão nos salários de diversas categorias, coisas da boa fé dessas pessoas e sentido de dar oportunidades e melhorias a trabalhadores e a economia, e assim segue sendo a prática.

  4. JÁ ERA...
    terça-feira, 10 de julho de 2018 – 9:13 hs

    Esta foto deverá ficar para a posteridade. Deportaremos todos para
    Singapura.

  5. Olmir
    quarta-feira, 11 de julho de 2018 – 4:38 hs

    Sendo mais claro, lá no exterior e aqui presidente e sua ordenada obediente, fizeram acordos com os sequestrador e a falia dele para espoliação e perseguição, lá com os no poder, os do sequestrador, de país baixo e rasteiro, de estelionatários, aqui de várias décadas na perseguição e espoliação, casos como de contratos e de trabalho de simples trabalhador, tornando difícil até a sobrevivência financeira, e ocorrência a exemplo de presidente de empresa, filho do vice presidente da república inventando rubrica de dezena de milhões de reais, estelionato, que levou pequeno investidor a bola de neve de endividamento. Presidentes da republica no exercício do poder, e seu quadro de militantes fazendo corporativismo institucional, ai se inclui inclusive pessoa que se diz dona dos direitos humanos no estado, e até prefeito, o do corporativismo institucional na capital, que a defende e a sua família e a tornar rica a partir de espoliação com ajuda da família e do sequestrador para beneficiar os militantes e a sequestrador de simples trabalhador, cidadão caluniado, investidor espoliado por bandidos dono do poder por receberem votos nas urnas.

  6. Olmir
    quarta-feira, 11 de julho de 2018 – 4:40 hs

    Sendo mais claro, lá no exterior e aqui presidente e sua ordenada obediente, fizeram acordos com os sequestrador e a falia dele para espoliação e perseguição, lá com os no poder, os do sequestrador, de país baixo e rasteiro, de estelionatários, aqui de várias décadas na perseguição e espoliação, casos como de contratos e de trabalho de simples trabalhador, tornando difícil até a sobrevivência financeira, e ocorrência a exemplo de presidente de empresa, filho do vice presidente da república inventando rubrica de dezena de milhões de reais, estelionato, que levou pequeno investidor a bola de neve de endividamento. Presidentes da republica no exercício do poder, e seu quadro de militantes fazendo corporativismo institucional, ai se inclui inclusive pessoa que se diz dona dos direitos humanos no estado, e até prefeito, o do corporativismo institucional na capital, que a defende e a sua família e a tornar rica a partir de espoliação com ajuda da família e do sequestrador para beneficiar os militantes e a sequestrador de simples trabalhador, cidadão caluniado, investidor espoliado por bandidos dono do poder por receberem votos nas urnas.
    No poste anterior quando dizia Jrs é o nome de ex presidente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*