Não alimente os pombos | Fábio Campana

Não alimente os pombos

Tito Zeglin, vereador pelo PDT, apresentou projeto na Câmara de Curitiba: ninguém pode alimentar os pombos que zanzam pela cidade.
Todo mundo sabe que pombos são pragas urbanas, transmitem doenças, fazem sujeira e causam outros danos. Mas o vereador, para acabar com o problema, prevê advertência e multa no valor de R$ 200, aplicada em dobro após cada reincidência para quem jogar umas pipocas na calçada. Ok, mas qual a chance de algo assim dar certo? Quem fará a fiscalização? Será essa mais uma lei a entrar na relação das leis sancionadas que não funcionam porque não fazem sentido no cotidiano ou porque são impossíveis de serem fiscalizadas? Ao que tudo indica, fará companhia àqueles casos de letra morta, só existem no papel – e haja papel! – leis que não pegam.

(Foto: Reprodução/Google/Lara Simonet)


4 comentários

  1. Luiz Carlos Flávio
    segunda-feira, 2 de julho de 2018 – 9:17 hs

    O nobre vereador não tomou conhecimento que a Assembléia Legislativa do Paraná irá revogar 4.354 Leis sem eficácia? Ou será falta do que fazer na Câmara de Vereadores.

  2. emilson pupo
    segunda-feira, 2 de julho de 2018 – 9:39 hs

    Vá arrumar o que fazer pol[itico safado.

  3. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 2 de julho de 2018 – 10:42 hs

    Uma campanha maciça de informação ajuda. Pelo menos para a diminuição da população das columbáceas. (gostam de columbáceas?).

  4. segunda-feira, 2 de julho de 2018 – 13:14 hs

    ISSO QUE DÁ, QUANDO O ELEITOR VOTA COM A BUNDA NÉ,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*