Joel Malucelli solicita licença do Senado | Fábio Campana

Joel Malucelli solicita licença do Senado

Joel Malucelli solicitou hoje o licenciamento da condição de primeiro suplente do senador Álvaro Dias. O empresário alega, no documento, desconforto com as tentativas injustas iniciadas ao longo da pré-campanha eleitoral para atingi-lo e, supostamente, prejudicar Álvaro Dias. Rumores que ignoram que foi o próprio senador o autor da PEC nº 10 de 2013, que propõe a extinção do foro privilegiado, e o fato do empresário não se encontrar em condição formal de investigado e/ou denunciado em qualquer procedimento criminal. Joel também esclarece ao presidente do Senado, Eunício de Oliveira, que, atualmente, dedica-se a novos negócios que exigem constante atenção e frequentes viagens, limitando a sua disponibilidade para outras tarefas.

Malucelli encaminhou à imprensa certidões negativas, para deixar claro que “nada consta” em diversas seções judiciárias, nas áreas cíveis, fiscais e criminais.

2018.06.29. Joel Malucelli – certidão negativa TRF4

2018.06.29. Joel Malucelli – certidão negativa TRF1

2018.06.29. Joel Malucelli – certidão negativa DF

(Foto: Reprodução/Facebook)


4 comentários

  1. Casio
    terça-feira, 3 de julho de 2018 – 5:10 hs

    Que vergonha Joel tem tudo mas não tem nada. Não pode sustentar o próprio nome ao lada da chapa do Alvaro. Até um gari tá com nome mais limpos tem mais crédito doque o Dono do Banco. .

  2. Casio
    terça-feira, 3 de julho de 2018 – 5:11 hs

    Que vergonha Joel tem tudo mas não tem nada. Não pode sustentar o próprio nome ao lada da chapa do Alvaro. Até um gari tá com nome mais limpo tem mais crédito doque o Dono do Banco.

  3. Casio
    terça-feira, 3 de julho de 2018 – 5:15 hs

    O Alvaro está pagando por ter colocado um suplente que bancou sua eleição. $$$ que nunca foi restado nas urnas. Agora faz esse papelão para parecer chapa limpa! Mas a chapa era viciada com dinheiro sujo . Bem feito está pagando por trair os empresários na Reforma Trabalhista…

  4. Doutor Prolegômeno
    terça-feira, 3 de julho de 2018 – 11:48 hs

    É irrelevante a licença ou até mesmo a renúncia à suplência. O que vale é a intenção de um senador quando escolhe seus suplentes. Todos escolhem os suplentes que tem avião e tem muito, muito dinheiro. O resto é papo furado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*