E-mails indicam propina na compra de prédio para o Instituto Lula | Fábio Campana

E-mails indicam propina na compra de prédio para o Instituto Lula

Novos e-mails adicionados à ação penal em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é acusado de receber propinas da Odebrecht confirmam que valores pagos na compra de um imóvel para o Instituto Lula foram debitados na conta corrente de propina para o PT. Ao orientar sobre o pagamento, o empresário Marcelo Odebrecht diz a seus executivos para debitarem de uma conta “que Hilberto S. mantém”. Hilberto Silva era o responsável pelo departamento de propina da empreiteira. As informações são do Jornal O Globo.

“O custo … É uma conta que Hilberto S. mantém debita a 3 fontes distintos 3 x 1.057.920”, recomenda Marcelo Odebrecht, em email encaminhado a Paulo Melo, um dos executivos da empresa, em 9 de setembro de 2010.


Um comentário

  1. louise
    quinta-feira, 5 de julho de 2018 – 13:54 hs

    Propina para comprar prédio? Tem coisas que me fazer sentir um ignorante ou achar que a ignorância graça insistentemente pela mídia. São tantas notícias sobre corrupção e desvio de dinheiro público, mas só há um caso em que o regalo do suposto corrupto, foi por meio de imóveis. Sabem quem é? Pois bem, fico imaginando como que tal corrupto iria se apropriar do imóvel, se ele não tinha nenhum documento público para tal fim. Se ele ou o laranja morressem como que o bem iria seguir adiante? O crime é receber ou aceitar e salvo engano esses verbos não foram conjugados pelo réu.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*