'Fake News' tenta envolver Cida | Fábio Campana

‘Fake News’ tenta envolver Cida

Boatos nas redes sociais espalham que a governadora Cida Borghetti solicitou a presença das tropas do Exército para desbloquear as rodovias no Paraná. Isso não procede de forma alguma. É mais uma mentira, uma fake news como se diz hoje em dia. Num único episódio registrado em Castro, a governadora determinou a troca do comando do Batalhão da Polícia Militar de Ponta Grossa. Cida não determinou o uso da força policial contra os manifestantes e que não compactua com nenhum tipo de violência. Veja o vídeo abaixo.


5 comentários

  1. flavio
    sexta-feira, 1 de junho de 2018 – 22:05 hs

    Mas não é boato que ela e seu marido (dono do partido mais corrupto depois do PT), querem, desejam e vão fazer de tudo para tomar de assalto o Governo do Paraná. O paranaense tem uma chace em OUTUBRO, de evitar que essa ORGANIZAÇÃO ganhe as eleições e leve de vez o estado para o buraco.

  2. nereu vidal cezar, advogado. M
    sábado, 2 de junho de 2018 – 7:53 hs

    Falando em fake News, dizem que a delaqcao de Fanini, fara um estrago sem tamanho na politica do Parana, principalmente, para a disputa ao Senado.

  3. sábado, 2 de junho de 2018 – 9:23 hs

    É isso aí Governadora. Parabéns.

  4. Zangado da Silva
    sábado, 2 de junho de 2018 – 9:28 hs

    Faça tudo ao contrário do q fez seu antecessor(?) e será reeleita.
    Sua administração está sendo modelo de gestão com muita tranquilidade.
    O Paraná precisa disto: seriedade e tranquilidade

  5. Professora VIVI
    segunda-feira, 4 de junho de 2018 – 9:15 hs

    Cara governadora tampão, vamos aguardar as novas delações e o Meurer ir pra cadeia, vamos ver o tamanho do estrago que ele fará quando denunciar e falar tudo que tem pra falar, ou você e teu marido pensam que ele vai ficar preso sozinho, ou que verá seus filhos também sendo presos e vai poupar o restante da quadrilha? Garanto que tem políticos paranaenses que não dormem e ficam só imaginando quando será que a Federal vai tocar a campainha.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*