Bolsonaro dá munições aos adversários | Fábio Campana

Bolsonaro dá munições aos adversários

Duas declarações de Bolsonaro começam a entrar na artilharia da concorrência:
– em discurso disse que irá participar de todos os debates de televisão. Se não for a um, os concorrentes usarão sua declaração como mentirosa, o que pode se estender para qualquer outra fala;
– para fechar aliança com o PR, o pré-candidato disse que a negociação era com o senador Magno Malta, não com o mensaleiro Valdemar Costa Neto. Mas o PR só faz o que Costa Neto manda, fato que coloca Bolsonaro disposto a negociar com partidos envolvidos em escândalos.

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)


Um comentário

  1. Joel
    quarta-feira, 27 de junho de 2018 – 23:41 hs

    Todos os partidos com rarissimas exceções tem denúncias, com o PR a mesma coisa, os outros pré candidatos farão coligações e ninguém fala nada, agora quando Bolsonaro escolhe um vice decente só porque existem alguns membros envolvidos em corrupção, quer dizer que ele não pode? Vão se catar, Magno Malta é um vice que soma, e por lei todo candidato tem de escolher seu vice seja de que partido for! Outro porém é que Jair Bolsonaro terá apoio de membros de muitos outro partidos! É bom JAIRem se acostumando! O choro é livre!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*