Acordo para repassar R$ 465 milhões a centrais sindicais é extinto | Fábio Campana

Acordo para repassar R$ 465 milhões a centrais sindicais é extinto

O Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU) apontou diversos riscos num acordo feito para garantir que as sete maiores centrais brasileiras – Central Única dos Trabalhadores (CUT), Força Sindical e União Geral dos Trabalhadores (UGT) entre elas – recebam contribuições sindicais que podem chegar a R$ 465 milhões. O acordo foi mediado pelo procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, e contou com as assinaturas das sete centrais, do Ministério do Trabalho e da Caixa Econômica Federal. Após a reportagem do GLOBO procurar o Ministério Público do Trabalho (MPT), o órgão informou que Fleury decidiu acabar com o acordo. O arquivamento da mediação foi assinado por ele nesta quarta-feira. As informações são d’O Globo.

O motivo para o arquivamento é que “o MPT não pode participar, ainda que como mero mediador, de qualquer ato que possa vir a onerar indevidamente os cofres públicos”, segundo justificativa do procurador-geral no termo de encerramento da mediação. Em auditoria, a CGU listou riscos no acordo, como falta de critérios para definir os valores a serem repassados, ausência de análise do impacto no Tesouro e no Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e a possibilidade de pagamentos duplicados a entidades.


4 comentários

  1. Dionleno
    quinta-feira, 7 de junho de 2018 – 7:59 hs

    Mais passo rumo ao fim da maioria dos malditos sindicatos baderneiros.

  2. quinta-feira, 7 de junho de 2018 – 9:48 hs

    “Estes” estão empenhados na defesa dos interesses das grandes empresas, as mesmas que patrocinaram junto com a FIESP , a famigeradora “REFORMA TRABALHISTA” com a concordância dos nossos corruptos deputados e senadores, o objetivo é um só, minar (calar) os sindicalistas na sua sustentação! sem verba diminuí as greves, protestos e viagens a Brasilia e eles podem se locupletarem mais despreocupados !

    E o pior é que “eles” estão ganhando todas ! e o sindicalistas (CENTRAIS, CONFEDERAÇÕES, FEDERAÇÕES e SINDICATOS) não se manifestam, não fazem nada para mudar o nosso conceito da opinião pública !

  3. VISIONÁRIO
    quinta-feira, 7 de junho de 2018 – 10:46 hs

    Em um país que o povão luta ainda pela sobrevivencia à base do
    salário mínimo e sem saúde pública decente, o governo “jorra” di-
    nheiro limpo para esta cambada dos Sindicatos e Fundo Partidário.
    Não há solução mesmo a não ser uma revolução civil !!!

  4. quinta-feira, 7 de junho de 2018 – 12:20 hs

    UMA LEGIÃO DE VERMES SANGUESSUGAS EM PÃNÍCO,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*