TRF-4 contraria Moro em caso de Claudia Cruz | Fábio Campana

TRF-4 contraria Moro em caso de Claudia Cruz

Ano passado, Sergio Moro absolveu Claudia Cruz, senhora Eduardo Cunha, a dizer que ela não havia cometido atos ilícitos. O Ministério Público não engoliu e levou o caso adiante, que foi parar no TRF-4. O entendimento da maioria da 8ª Turma foi diferente. Claudia Cruz foi sentenciada por evasão de divisas e lavagem de dinheiro. O colegiado é formado por três magistrados, João Pedro Gebran Neto e Leandro Paulson condenaram Cruz e Victor Laus pediu vista, o que deixa tudo parado por tempo indeterminado – podendo, inclusive, fazer com que os outros juízes modifiquem seus votos.

(Foto: Facebook/Reprodução)


3 comentários

  1. VISIONÁRIO
    sábado, 19 de maio de 2018 – 7:34 hs

    O juiz Moro deve ter suas razões, porem absolver a mulher do
    Cunha deixou uma dúvida imensa em todos nós. Só se ela já fosse
    uma falecida.

  2. PIMENTA PURA
    sábado, 19 de maio de 2018 – 7:35 hs

    Na verdade ela tinha a doença do Lula, não sabia de nada, só
    gastava a dinheirama do Cunha que vinha do céu !!!!!!! Pobre ino-
    cente feliz…

  3. José
    quarta-feira, 18 de julho de 2018 – 16:40 hs

    Moro destacou que ‘não há nada de errado nos gastos em si mesmos, mas são eles extravagantes e inconsistentes para ela e para sua família.“Deveria, portanto, a acusada Cláudia Cordeiro Cruz ter percebido que o padrão de vida levado por ela e por seus familiares era inconsistente com as fontes de renda e o cargo público de seu marido”, observou Moro. “Embora tal comportamento seja altamente reprovável, ele leva à conclusão de que a acusada Cláudia Cordeiro Cruz foi negligente quanto às fontes de rendimento do marido e quanto aos seus gastos pessoais e da família”, advertiu o juiz da Lava Jato. Segundo Moro, a negligência de Cláudia não é “suficiente para condená-la por lavagem dinheiro”.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*