Taxistas 'fecham' Afonso Pena | Fábio Campana

Taxistas ‘fecham’ Afonso Pena

da Banda B

Em apoio aos caminhoneiros, trabalhadores de diferentes categorias de transporte realizam protestos no começo da noite desta sexta-feira (25) em Curitiba e região metropolitana.

A rua de acesso ao Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, por exemplo, foi fechada. De acordo com a União dos Taxistas de Curitiba (UTC), os próprios taxistas estão levando os passageiros para a área de embarque. “As pessoas estão sendo conduzidas gratuitamente até lá, não queremos ocasionar prejuízos à população”, afirmou o presidente da entidade, Eduardo Fernandes.

À Banda B, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou que tem conhecimento do protesto e que, caso haja qualquer problema, o passageiro deve entrar em contato com a Polícia Militar.

Mais protestos

No Centro de Curitiba, agentes da Secretaria de Trânsito (Setran) orientam o tráfego em três pontos da Avenida Visconde de Guarapuava, cruzamento com as ruas Mariano Torres, Conselheiro Laurindo e João Negrão. Lá, o protesto de apoio aos caminhoneiros é organizados por motoristas dos aplicativos de transporte de passageiros.

No Campina do Siqueira, fogo na canaleta e nas pistas lentas bloqueou a Rua Deputado Heitor Alencar Furtado. O biarticulado foi desviando pela rápida nos dois sentidos. Seis estações-tubo foram fechadas durante o protesto.

Já no Tatuquara, um protesto para o trânsito na Linha Verde, em frente à fábrica Milli. Dez linhas de ônibus, que circulam pela região fazem desvio pela rodovia do Xisto: Pompeia/Janaína, Jardim da Ordem, Rio Bonito, Jardim Ludovica, Santa Rita/Pinheirinho, Rurbana, Caximba/Olaria, Dalagassa, Vila Juliana e Trabalhador.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*