Sem benefícios | Fábio Campana

Sem benefícios

Rolou uma ação popular movida pelo coordenador nacional e advogado do MBL, Rubens Nunes, para suspender as benesses de Lula como ex-presidente.
O juiz federal Haroldo Nader, da 6ª Vara Federal da 3ª Região, entendeu que já não tem mais cabimento os cofres públicos manterem cartão corporativo, assessores, seguranças, motoristas e veículos. Os benefícios foram cortados pelo menos até o julgamento do mérito da ação.
Disse o juiz que Lula não precisa mais dos seguranças porque está “sob proteção da Polícia Federal, que lhe garante muito mais segurança do que tivera quando livre” e que é “absolutamente desnecessária a disponibilidade de dois veículos, com motoristas […] qualquer necessidade de transporte a outro local é de responsabilidade Policial Federal e sob escolta. Sem qualquer justificativa razoável a manutenção de assessores gerais a quem está detido, apartado dos afazeres normais, atividade política, profissional e até mesmo social não há utilidade alguma a essa assessoria. Logo, a permanência desses benefícios e, principalmente, seu pagamento à custa da União, são atos lesivos ao patrimônio público, pois é flagrante a inexistência dos motivos”.

(Foto: AFP)


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*