Operador do MDB confessa crime e entrega US$ 7,2 mi | Fábio Campana

Operador do MDB confessa crime e entrega US$ 7,2 mi

Mário Miranda, operador do MDB, foi preso na 51ª fase da Lava Jato no início do mês. No processo, que segue sob sigilo, confessou crimes e colocou à disposição da Justiça US$ 7,2 milhões, grana ilegal de contratos da Petrobras. O montante beneficiou o MDB em 2010 num acerto com chefões do partido que aconteceu dentro do escritório de Michel Temer, segundo o que Miranda diz.
Desde 2016, o operador já tentava um acordo com a Justiça, ele segue preso preventivamente.

 


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*