No Paraná, ainda há 250 locais de protesto dos caminhoneiros | Fábio Campana

No Paraná, ainda há 250 locais de protesto dos caminhoneiros

Informações da Banda B e JB

Caminhoneiros continuam com mobilizações em rodovias de todo o Brasil neste sábado, 26, no sexto dia de protestos. No balanço mais recente feito pela reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, 387 pontos permanecem bloqueados e 132 foram liberados. No Paraná, na manhã deste sábado (26), foram contabilizados 250 locais de protestos.

Muitas manifestações seguem pelo acostamento das estradas. Na sexta-feira, 25, o presidente Michel Temer acionou as forças de segurança nacionais para desbloquear rodovias. O decreto, publicado no Diário Oficial da União, autoriza o emprego das Forças Armadas no contexto da Garantia da Lei e da Ordem (GLO) até o dia 4 de junho.

De acordo com a Ecovias, a situação é tranquila neste momento no sistema Anchieta-Imigrantes. Mais cedo, caminhoneiros faziam uma manifestação na rodovia Anchieta, nos dois sentidos, entre o km 22 e 24, em São Bernardo do Campo. O trânsito, porém, está liberado para veículos de passeio, motos, ambulâncias e coletivos.

Na rodovia Fernão Dias, ocorre um protesto sem interdição na altura do km 37, na região de Atibaia.

De acordo com a concessionária Nova Dutra, os caminhoneiros também permanecem na rodovia Presidente Dutra nas regiões de Santa Isabel, São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Pindamonhangaba, Lorena, Barra Mansa e Piraí.

Na Régis Bittencourt, a manifestação ocupa uma faixa e o acostamento, em ambos os sentidos, na altura do km 279, em Embu das Artes, e também na altura do km 385, em Miracatu, no sentido de Curitiba. Também há bloqueio no km 477, em Jacupiranga.

No Rodoanel não há interdições, mas a via tem lentidão no trecho de Embu das Artes, em razão dos protestos na Régis Bittencourt.

De acordo com a Autoban, a rodovia Anhanguera permanece com bloqueio na região de Limeira. A concessionária orienta o motorista a utilizar a rodovia dos Bandeirantes.

As rodovias Imigrantes, Raposo Tavares, Castelo Branco, Ayrton Senna e Bandeirantes seguem sem mobilizações.

Por favor, dê os devidos créditos e faça o link para conteúdo do nosso portal que você está copiando. Obrigado!

Portal Banda B Publicado primeiro em Portal Banda B » Rodovias ainda têm 387 pontos com bloqueios; no Paraná, são 250 locais de protesto.


6 comentários

  1. Olmir
    sábado, 26 de maio de 2018 – 13:35 hs

    Faz parte, e do sistema de país democrático e de livre iniciativas e do estado de direitos, dentro da lei e da ordem na nossa constituição que precisa ser respeitada. São centenas de pontualidades havidas no setor nas últimas décadas. Uso a minha condição de três décadas e meia no estado de sequestrado e de refém em curso no caso da entrada no poder de tais representantes, inclusive de boa parte dos atuais protestantes e promotores de manifestos, como são centenas de pontos, a exemplo de eleita e deposta, de ação quando no poder, abusando de tal condição, ato de ação política oportunista abusiva contra direitos legais, constitucionais de simples trabalhador e investido cumpridor de suas obrigações, dissolvendo empresa petroquímica,….
    Mas em especial em ponto que institucionalmente induziram enormidade de trabalhadores, ai os não vocacionados e ou aptos a portarem a condição de empreendedores, de serem transportadores autônomos, até ilustre agora preso na Pf, em discurso e apresentações públicas nas mídias conseguiu atrair enormidade desses atuais para a atividade de autônomo do transporte de carga, outros pontos feitos foi o oferecimento de recursos públicos, por mais nobres e edificantes, de boa fé e outras qualidades, o fato é que já de alguns anos o setor esta com problemas, e esses com dificuldades para o pagamento dos financiamentos em instituições oficiais, em setor que tem tantos problemas, dentre outros como sem capitalização e capital de giro, pedágios caros, precariedades e faltas de rodovias, estados que sequer possuem compactação e pavimentação primária, muito menos asfalto.
    Se espera e torce pera uma solução das atuais autoridade no poder, a exemplo de proporem negociações e facilidades para tais empreendedores não vocacionados e não adaptados, enquadrados, a tal atividade, são recursos públicos e de sempre acaba sobrando para os contribuintes, mas como teve intervenção, indução dos então no poder, e ou abuso de indução, que tais instituições oficiais facilitem agilizem boas solução para tais pequenos empreendedores, em especial aos iludidos.

  2. Ein Sof
    sábado, 26 de maio de 2018 – 14:07 hs

    Isso mesmo. Vamos quebrar um país e fazer toda a população sofrer por causa de menos de 1 real no preço do diesel.
    Isso mesmo!
    Eu tenho nojo deste país.
    NOJO!

  3. Anselmo
    sábado, 26 de maio de 2018 – 19:24 hs

    Os criadores de aves e suinocultura do sudoeste agradece a governadora CIDA pelo apoio aos caminhoneiros! No Paraná, a polícia não briga com caminhoneiro. Porca Miseria!

  4. sábado, 26 de maio de 2018 – 21:02 hs

    EU NÃO APÓIO UM MOVIMENTO COM INTERESSES PARTICULARES.

    PERGUNTO-NO CASO, CARROS DE PASSEIO.
    VAI BAIXAR OS PEDÁGIOS ?
    VAI BAIXAR O PREÇO DO ETANOL E DA GASOLINA?
    ESTES CAMINHONEIROS RESPEITAM OS CARROS DE PASSEIO NAS ESTRADAS?
    QUEM SÃO OS MAIORES CAUSADORES DE ACIDENTES FATAIS NAS ESTRADAS, SÃO OS CARROS DE PASSEIO OU CAMINHÕES.
    ESTA GREVE PREJUDICA MAIS AS AUTORIDADES RESPONSÁVEIS OU A POPULAÇÃO EM GERAL?
    E DAÍ???

  5. jose
    domingo, 27 de maio de 2018 – 0:55 hs

    251 pontos então.

  6. Aguirre
    domingo, 27 de maio de 2018 – 10:05 hs

    A governadora em apoio aos caminhoneiros abaixará a alíquota (de roubo) do ICMS do combustível, que está em torno de 29%?

    Como a governadora, que evita exercer sua autoridade, vai se solidarizar com a maioria dos paranaenses que precisam de materiais e insumos para hospitais, tratamento de água, e para outras atividades essenciais?
    A governadora reforça a percepção de que um bom político é tão inconcebível quanto um ladrão honesto.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*