Na base do constrangimento | Fábio Campana

Na base do constrangimento

E veja como se comporta o governo federal: as análises do Planalto apontam que os governadores ficarão constrangidos em não abrir mão da receita do ICMS para ajudar na redução do preço dos combustíveis, informa a Coluna do Estadão.
Aliados já estão distribuindo tabela que mostra quanto cada Estado cobra.


7 comentários

  1. Palpiteiro
    sexta-feira, 25 de maio de 2018 – 10:01 hs

    O Brasil foi sequestrado por bandidos e o governo pagou o resgate com o dinheiro do povo, que apoiou a greve imaginando que ninguém pagaria nada.

  2. Ein Sof
    sexta-feira, 25 de maio de 2018 – 10:19 hs

    Palpiteiro: povo burro!

  3. Ein Sof
    sexta-feira, 25 de maio de 2018 – 10:26 hs

    Greve contra as leis do mercado! Só no Brasil, o país mais fracassado do mundo.
    Fica a pergunta: os fretes vão baixar?
    Provavelmente não.
    E quem vai poder fazer greve contra o não abaixamento do frete?
    Ninguém!
    Começo a ver que este pessoal pode exigir tudo o que quiser e ficar na boa…
    Se eles quiserem exigir a soltura do Lula, por exemplo, eles conseguem…

  4. eleitor atento
    sexta-feira, 25 de maio de 2018 – 10:34 hs

    Governo inerte …

    Possuímos apenas 29 mil quilômetros de ferrovias, contra 86 mil na China, 87 mil na Rússia e 225 mil nos EUA. Cerca de 90% dos passageiros e 60% das cargas se deslocam pelas rodovias.

    O que o governo ignóbil e os atuais candidatos tem a dizer a respeito !

  5. sexta-feira, 25 de maio de 2018 – 10:54 hs

    Só uma pergunta???por que é necessário tantos assessores a cada politico?????

  6. Doutor Prolegômeno
    sexta-feira, 25 de maio de 2018 – 11:23 hs

    Os estados federados são gigolôs que cobram alíquotas pornográficas da energia, das telecomunicações e dos combustíveis, perto de 30%. O Paraná é tem uma das alíquotas mais boçais do país.

  7. VISIONÁRIO
    sábado, 26 de maio de 2018 – 9:01 hs

    Nunca imaginei que existiria uma possibilidade real de ver o país
    praticamente do avesso. Categoria de caminhoneiros sempre foram
    importantes e todos nós sabemos, porem erraram ao realizarem um
    bloqueio total e nem deixando uma brecha para os serviços essen-
    ciais. Pedir que o povo brasileiro apoiem maciçamente ficou difícil
    porque a mídia divulga todos os dias pacientes morrendo, falta de
    medicamentos e falta progressiva de alimentos. Ninguem quer dar
    um tiro no próprio pé e ficou mais do que provado que o brasileiro
    não sabe o que é CIVILIDADE. Civilidade não é solidariedade que
    um indivíduo diz que tem e ninguem consegue provar. Civilidade
    é agir exatamente ao contrário do que a imensa maioria dos brasi-
    leiros fizeram:- correr aos postos de gasolina, estocar combustíveis
    e alimentos de tudo que é jeito e os próprios contribuindo para a
    falta de tudo. Isto é a prova mais concreta que nós brasileiros não
    vamos nunca sair deste marasmo…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*