Moro assume investigação e abre inquérito contra Beto Richa | Fábio Campana

Moro assume investigação e abre inquérito contra Beto Richa

O juiz Sérgio Moro assumiu as investigações a partir da Operação Lava Jato sobre o ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e determinou que a Polícia Federal (PF) abra um inquérito contra o ex-governador para apurar o suposto favorecimento à Odebrecht na licitação da PR-323, no noroeste do Paraná.

No despacho, o juiz deu prazo de 30 dias para que a PF e o Ministério Público Federal (MPF) deem continuidade às investigações. No dia 26 de abril, o ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou o envio das investigações para o juiz Moro e para a Justiça Eleitoral do Paraná. O caso corre em segredo de Justiça.

Em nota, a defesa do ex-governador Beto Richa destacou que aguarda a decisão de um recurso contra a decisão que determinou a remessa da investigação para a Justiça Federal. “A defesa entende que, com o julgamento deste recurso, deverá ser reformada a decisão proferida, determinando a remessa para a Justiça Eleitoral, nos mesmos moldes de decisões de casos similares.”

Delações

Beto Richa foi citado nas delações premiadas do ex-executivo da Odebrecht na região Sul, Valter Lana, e do ex-presidente do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht Benedicto Júnior, divulgadas no ano passado.

No despacho, Moro disse que “ainda no desdobramento das investigações, foi descoberta a existência, no Grupo Odebrecht, do asssim denominado Setor de Operações Estruturadas, consistente em um departamento específico encarregado, na empresa, de realizar pagamentos não-contabilizados, entre eles de vantagem indevida a agentes públicos”.

Valter Lana e Benedicto Júnior disseram que Richa recebeu pelo menos R$ 2,5 milhões como caixa dois para a campanha eleitoral de 2014 – ano em que foi reeleito – porque consideravam que se tratava de um político promissor, mas que não houve uma contrapartida específica.

Conforme Benedito Júnior, os valores foram lançados internamente como despesas no projeto de duplicação da PR-323, na qual a Odebrecht atuou.

Moro cita ainda delações que tratam de pagamentos feitos a Richa em 2008 e 2010.

Ao enviar o pedido para Moro e para a Justiça Eleitoral do Paraná, Og Fernandes atendeu pedido da Procuradoria Geral da República feito depois que Beto Richa deixou o cargo de governador para disputar o Senado.

Como ele perdeu o foro privilegiado de governador no STJ, o processo segue agora na primeira instância.

Áudios indicam direcionamento do governo Richa para Odebrecht vencer licitação

Áudios entre o ex-chefe de gabinete do ex-governador Beto Richa (PSDB), Deonilson Roldo, e um construtor que teria interesse em participar de uma licitação do projeto de duplicação da PR-323, indicam que o governo Richa atuou na tentativa de direcionar a licitação para a Odebrecht na obra à época da sua reeleição para governador, em 2014.

O custo total da obra, que seria realizada no noroeste do Paraná, ficaria em R$ 7 bilhões. A Odebrecht venceu a licitação, mas o projeto nunca saiu do papel.

O construtor é Pedro Rache, diretor-executivo da Contern, uma construtora do grupo Bertin, que teria interesse em participar da licitação.

No início da noite desta sexta-feira (11), a governadora Cida Borghetti (PP) determinou a exoneração de Deonilson Roldo de diretor da Copel e outros cinco cargos que ocupava no Governo do Paraná.

Outro lado

Em nota, o Diretório Estadual do PSDB voltou a afirmar que todas as doações eleitorais nas campanhas do ex-governador Beto Richa ocorreram em conformidade com a legislação vigente e estão amparadas pela aprovação da Justiça Eleitoral.

A Odebrecht reforçou que está colaborando com a Justiça e que assinou acordo de Leniência com as autoridades do Brasil, Estados Unidos, Suíça, República Dominicana, Equador, Panamá e Guatemala.

Também em nota afirmou que “implantou um sistema para prevenir, detectar e punir desvios ou crimes e adotou modelo de gestão que valoriza não só a produtividade e a eficiência, mas a ética, a integridade e a transparência”.


22 comentários

  1. OSVALDO COLTRIN
    sábado, 12 de maio de 2018 – 19:11 hs

    do conteúdo não se vê nenhuma frase comprometedora e passível de conduta criminal. Qualquer acadêmico de direito rebate essa milonga e a cada para o arquivo. Rolo pode se prepara para voltar ao governo de cida.

  2. sábado, 12 de maio de 2018 – 19:36 hs

    Muito triste,Voce nao poder confiar em Ninguem que ocupa um cargo Politico!,todos se aproveitam e muito para se enriquecer,mas Ninguem lembra dos seus semelhantes!!!muito triste.

  3. Armindo
    sábado, 12 de maio de 2018 – 19:36 hs

    EGhignone os desdobramentos devem alcançar o Juraci, Ezequias, Deonilson, Viapiana, Pepe, guinhone etc????

  4. BOTAFOGO PRESIDENTE.
    sábado, 12 de maio de 2018 – 20:08 hs

    Tudo contabilisado e carimbado como o dinheiro dos pedágios,

  5. troll
    sábado, 12 de maio de 2018 – 20:40 hs

    A cobra finalmente vai fumar!
    Evoé.

  6. Da silva
    sábado, 12 de maio de 2018 – 21:53 hs

    O melhor está por vir…

  7. Juca da Pilha
    sábado, 12 de maio de 2018 – 22:01 hs

    Podem se preparar bando de puxasacos, leiteiros vão preparando para acampar no Santa Cândida.

  8. Douglas
    sábado, 12 de maio de 2018 – 23:24 hs

    O ” Brigão” codenome de Richa da lista tá encrencado!

  9. Dude
    sábado, 12 de maio de 2018 – 23:28 hs

    Quero só ver quais serão as desculpas dos mortadelas para defender seus ídolos de estimação, a hora que a tucanada começar a entrar em cana.

  10. Side
    domingo, 13 de maio de 2018 – 0:32 hs

    E agora petistas, vão dizer que também é golpi? Kkkkk

  11. veredito
    domingo, 13 de maio de 2018 – 8:25 hs

    Prefiro ficar com as declarações dos delatores que me parecem menos apaixonadas, e que salientam que houve sim uma doação, mas que não
    houve contrapartida. Isto, para qualquer acadêmico de direito, livra o ex-governador de ter recebido propina .Propina é uma coisa que se recebe em troca de um favor, doação é doação.

  12. De Londrina
    domingo, 13 de maio de 2018 – 8:30 hs

    Aíiiii Alberto Roberto . Pode ir arrumando o enxoval para curtir uma temporada na cadeia junto com o Ezequias, Nelson Justos, o primo distante Luis Abi Antoum e mais esse bando de corruptos do PSDB do Paraná.

  13. Estadista da Silva
    domingo, 13 de maio de 2018 – 10:29 hs

    Tudo igual. Cana neles!!!!

  14. Maria
    domingo, 13 de maio de 2018 – 10:37 hs

    Quero ver a valentia do Moro! Vai sair pela tangente. Duvido que enfrente a PSDB, do Beto. A APAE da mulher dele já vai receber uma bolada do Governo do Estado. Me parece que está tudo costurado.

  15. BOTAFOGO PRESIDENTE.
    domingo, 13 de maio de 2018 – 11:16 hs

    Esse negocio de abrir inquerito é uma coisa ,prender é outra,se fosse petista já teria sido preso preventivamente e seus passaportes recolhidos.

  16. Oto Lindenbrock Neto
    domingo, 13 de maio de 2018 – 13:37 hs

    Não sou mortadela. Mas só para constar: ainda não tem nenhum tucano preso. Aliás, o único foi solto pelo Gilmarzão

  17. Petrus
    domingo, 13 de maio de 2018 – 16:51 hs

    A obra não foi feita porque estourou a Lava Jato e a PF entrou no circuito!! Menos mal!!!

  18. Marco Nascimento
    domingo, 13 de maio de 2018 – 21:26 hs

    A Galera ja esta colocando as barbas de molho, a.tchurma dos iates ja começa a falar em falta de diesel

  19. Arcangello
    segunda-feira, 14 de maio de 2018 – 8:13 hs

    É agora que o o Dr. Sérgio Moro vai mostrar se vai mesmo colocar fim na corrupção no Brasil. Até então o PT e outros partidos tinha sido alvo da Lava jato. Chegou a hora da Tucanada, é ver para crer!!

  20. MARCELO
    segunda-feira, 14 de maio de 2018 – 8:53 hs

    É isso mesmo, vai continuar muito tempo sem foro, porque vai ter sentença antes das eleições de outubro e certamente o povo vai saber escolher o melhor senador pelo Paraná.

  21. JP
    segunda-feira, 14 de maio de 2018 – 10:49 hs

    De todo o conteúdo das gravações que já se tornaram públicas, não se vislumbrou nenhuma prática delituosa perpetrada por Deonilson Roldo, quiçá pelo ex-Governador Beto Richa, cujo nome, diga-se de passagem, nem foi mencionado.Daí me vem o ditado que diz “os insetos não atacam lâmpadas apagadas”!!!!

  22. Pedro
    segunda-feira, 14 de maio de 2018 – 12:25 hs

    Beto Táfú!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*