Lava Jato não é o bicho papão das eleições | Fábio Campana

Lava Jato não é o bicho
papão das eleições

O fenômeno não é novo. Chegam as eleições e o povão elege políticos que pareciam destinados ao lixo da história por denúncias de corrupção. Olhem o Lula, preso por improbidade, lavagem de dinheiro, receber propinas. Lidera as pesquisas.

Pois, pois, a Operação Lava Jato não terá o impacto esperado no voto para presidente, apontou o Instituto Paraná Pesquisas. Para 26% aumenta a intenção de voto em caso do candidato tenha a simpatia de juízes e promotores ligados a Lava Jato. Outros 28,2% afirmam que esta intenção diminui e para 43,3%, a simpatia não altera nada na hora do voto.

O candidato filiado ao PT será rejeitado por 38,1% dos eleitores, aumenta a chance de voto para 17,6% e tanto faz para 43,1%. No PSDB, o quadro fica assim: para 6,7% aumenta a intenção de voto em caso de candidato tucano, para 28,4% diminui para 62,5% não há qualquer alteração. No MDB, a intenção de voto aumenta para 6,3%, diminui para 33,5% e não altera para 37,5%.

O Paraná Pesquisas entrevistou 2.002 eleitores entre os dias 27 de abril e 2 de maio em 154 cidades de 26 estados mais o Distrito Federal. O grau de confiança é de 95% e a margem de erro de 2%.


2 comentários

  1. Roberto
    segunda-feira, 14 de maio de 2018 – 15:42 hs

    Não entendi nada da análise da pesquisa. Sai mais perdido do que entrei.

  2. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 14 de maio de 2018 – 17:14 hs

    Treze pessoas por cidade não confere a confiança ai decantada, de 95 por cento.

    Além disso 1, repito: Os institutos afinarão os resultados a um mês da eleição. Até lá, só chute.

    Além disso 2, lembremos-nos dos resultados das últimas eleições. Ibope, DataPTolha e assemelhados, quebraram a cara em muitas pesquisas, inclusive em bocas de urna.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*