Exército não descarta uso da força no Paraná | Fábio Campana

Exército não descarta
uso da força no Paraná

Mesmo com o diálogo bem sucedido aberto pela governadora Cida Borgheti com os caminhoneiros, o Exército não descartou o uso de força para liberar as rodovias. Em nota enviada à imprensa, o Comando da 5ª Divisão de Exército informou que as Forças Armadas poderão atuar “de forma rápida, enérgica e integrada”.

Entre as possíveis atuações do Exército no Paraná e Santa Catarina está o reforço às ações federais e estaduais, com pessoal e material para distribuição de combustível nos pontos críticos; escolta de comboios; proteção de infraestruturas críticas; e desobstrução de vias e acessos às refinarias, bases de distribuição de combustíveis e áreas essenciais.


3 comentários

  1. Ein Sof
    sábado, 26 de maio de 2018 – 11:29 hs

    Em um país em que as pessoas fossem minimamente civilizadas, aposto que cargas deste tipo não teriam seu trajeto interrompido.
    BRASIL, UMA NAÇÃO FRACASSADA E DE FRACASSADOS.

  2. sábado, 26 de maio de 2018 – 22:25 hs

    A manifestação que ocorreu nesta penúltima semana de maio de 2018 está longe de ser uma solução para o alto custo dos combustíveis como poderia ser uma reforma tributária. E esta, por toda experiência brasileira que temos é quase certa não será viabilizada pelos próximos legisladores. Nossos eleitores provavelmente não lembrarão das causas reais dos transtornos dessa semana e muito menos de questionar os próximos candidatos sobre ela. É muito menos possivel que ocorra a indagação à futura “renovacao” que pretende eleger se sobre propostas eficazes para a questão dos impostos federais e estaduais, todos eles, que tanto encarecem o custo de vida dos brasileiros, não só dos combustíveis. Assim, nessa como em toda eleição deixaremos passar a oportunidade de resolver não só o problema dos tributos que encarecem o combustivel como tantos outros que temos.

  3. domingo, 27 de maio de 2018 – 16:45 hs

    Que tal o nosso EB usar suas forças para proibir em nossas fronteiras a entrada de drogas e armas. ? Vcs não conseguem resolver o problema no Rio de Janeiro agora partir para cima dos camioneros vcs acham certo ?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*