Enquanto isso no Facebook… | Fábio Campana

Enquanto isso no Facebook…

… Gleisi Hoffmann pergunta: “Qual a relevância jornalística do dia a dia de Lula na prisão sendo que praticamente ninguém, além dos advogados e família do petista, têm autorização para visitá-lo?“.
Ela se refere à matéria da revista Veja que reporta o cotidiano de Lula na cela.
Pois, pois, Gleisi até que tem razão dessa vez, pouco importa saber se Lula acorda às 7h ou às 7:32h, se come pão com manteiga no café da manhã ou almoça feijão com arroz. O que não dá para entender é por que cargas d’água até agora advogados e visitantes se dedicam a fazer diariamente esses mesmos relatos?
A contradição é, mais uma vez, a marca da presidente do PT. E de quebra, ela ainda faz um marketing para reportagem.


3 comentários

  1. Ein Sof
    sexta-feira, 4 de maio de 2018 – 14:32 hs

    Tem bastante relevância sim, Gleisi.Pois quem for julgar pelo jeito como certos aliados do Lula falam, alguém seria levado a pensar que ele está preso em uma Lubianka, quando na verdade ele está é numa verdadeira moleza, levando-se em conta que é um presidiário…

  2. Luiz Carlos Flávio
    sexta-feira, 4 de maio de 2018 – 18:45 hs

    Qual a relevância se o sapo barbudo está tomando álcool de desodorante, ou cachaça levada escondida pelos visitante. Qua a relevância em saber como o prisioneiro está satisfazendo suas necessidades com uma boneca inflavel ou com sua amante?? Kkkkkkkkk

  3. Parreiras Rodrigues
    sábado, 5 de maio de 2018 – 8:39 hs

    As intervenções de Gleici a assemelham à Sofia (Suzana Vieira), de O outro lado do paraíso. Agora. Depois do AVC. Só falta entortar a boca.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*