Em meio à crise, Petrobras aumenta preço da gasolina | Fábio Campana

Em meio à crise, Petrobras aumenta preço da gasolina


Parece deboche. Em meio a uma crise sem precedentes, Pedro Parente volta a aumentar o preço da gasolina. A partir de amanhã (31), o preço nas refinarias subirá 0,74% e passará a ser de R$ 1,9671 por litro. Em maio, o preço do combustível nas refinarias da Petrobras acumula alta de 9,42%. A decisão de subir o preço soa como uma afronta ao país.


11 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 30 de maio de 2018 – 13:04 hs

    O Brasil é uma pândega. A Petrobrás é uma empresa de capital misto, controlada pelo Estado, mas, tem acionistas pelo mundo inteiro. Preço é assunto de mercado, não de papo de botequim de esquina. Quando se paga o preço de mercado, apenas quem usa paga. Quando se subsidia o preço, todos pagam, inclusive quem anda de ônibus e não tem carro. Impostos estaduais representam um terço do preço na bomba e ninguém fala nada. O Estado brasileiro precisa ser desmontado.

  2. JÁ ERA...
    quarta-feira, 30 de maio de 2018 – 13:07 hs

    Não é deboche, é afronta mesmo. Estes caras estão “cag..ndo”
    para os brasileiros.

  3. Jair Pedro
    quarta-feira, 30 de maio de 2018 – 13:20 hs

    Ué! Tá certo Pedro Parente.
    As TVs não mostravam a todo instante filas intermináveis com pessoas passando até a noite toda dentro de seus carros para abastecer a qualquer preço? Litro a R$ até 9,00 e era só felicidade? Nem queriam saber de pegar nota fiscal.
    Gente que tinham por hábito colocar 20,00 ou 30,00 reais não foram lá encher o tanque?
    Por que não foram dar uma força para os caminhoneiros?
    Quem ler esse meu post não faça critica, apenas reflita e daqui a 90 dias lembre-se do que hoje escrevo.
    Ou será que a alegria toda acabou?

  4. Chicão
    quarta-feira, 30 de maio de 2018 – 13:49 hs

    Só no Brasil mesmo, até quando………………………..

  5. Boca de Siri
    quarta-feira, 30 de maio de 2018 – 14:22 hs

    O que define um homem público deste tipo? Somente um adjetivo: FILHA DUMA PUTA.

  6. Rogerio
    quarta-feira, 30 de maio de 2018 – 15:20 hs

    Por isso a população está apoiando o movimento dos caminhoneiros, e o governo, congresso, câmara de deputados, nem sinal de diminuir impostos, aprovando uma reforma tributária justa, cortando gastos vergonhosos, como assessores, motoristas, passagens aéreas, seguranças pelo resto da vida de ex presidentes da republica,e outras milhares de benesses para políticos, o povo brasileiro perdeu a grande chance de mudar este país, mas preferiu correr atras de postos de gasolina pra abastecer, pagando 6 , 7 reais um litro de gasolina ou pagar um quilo de batata 10 reais. Vamos continuar sendo otários pagando uma carga tributária mais cara do mundo e em troca recebendo os piores serviços na educação, segurança e saúde, viva a republica de banania.

  7. quarta-feira, 30 de maio de 2018 – 15:50 hs

    já viu o tamanho da “NABA” que pegou e agora quer sair, igual aos militares, (vcs. acham que eles querem assumir essa porra desse país falido?) parece que quem quer é só o P.T. com o condenado presidente.

  8. jose
    quarta-feira, 30 de maio de 2018 – 21:16 hs

    Achei pouco, tem que subir mais.

  9. JÁ ERA...
    quinta-feira, 31 de maio de 2018 – 8:05 hs

    Pedro Parente, pede pra sair. Quando a Lava Jato chegar perto
    de você e pedir explicações dos bilhões que emprestou recentemen-
    te sem licitação à sua empresa particular o pau vai comer…

  10. Polaco veio
    quinta-feira, 31 de maio de 2018 – 11:15 hs

    A Petrobras deveria somente servir o pais cobrando somente o custo de produção sem almejar lucro aí teríamos o combustível com um preço justo.

  11. PIMENTA PURA
    quinta-feira, 31 de maio de 2018 – 14:09 hs

    A Petrobras que sempre foi o orgulho do Brasil, virou um pau de
    galinheiro. Mais sujo não pode ser. Além das roubalheiras da PTzada
    sempre foram administradas pelos indicados pelo PT e hoje é a pior
    empresa que ainda permanece de pé até ser condenada pelos
    acionistas dos Estados Unidos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*