Deonilson Roldo se defende | Fábio Campana

Deonilson Roldo se defende

Deonilson Roldo, ex-secretário do governo Beto Richa, hoje diretor da Copel, emitiu nota na qual se defende de acusações feitas contra ele a partir do vazamento de um áudio que está em posse do Ministério Público Federal e que chegou aos meios de comunicação.É o que segue:

CHANTAGEM E GRAVAÇÃO CLANDESTINA

Por Deonilson Roldo

Nunca cometi qualquer irregularidade em 34 anos de exercício de funções na Administração Pública.

Estou sendo vítima de chantagem continuada, a partir de uma gravação clandestina feita por pessoa que esteve uma única vez em meu gabinete, no Governo do Estado, em 2014, buscando informações sobre uma Parceria Público-Privada.

A própria conversa, repito, gravada de forma premeditada, ilegal e com interesses escusos, mostra que não houve pedido de favorecimento a ninguém. Tampouco os fatos posteriores indicaram que pudesse ter havido qualquer prejuízo aos interesses da Administração Pública. Nunca interferi ou sugeri qualquer direcionamento no processo licitatório da PR-323.

Desde meados de 2015, quando houve a descoberta da existência dessa gravação clandestina, tenho sido vítima de ameaças e chantagens nos bastidores, com pessoas se utilizando inescrupulosamente de um suposto comportamento criminoso de minha parte – o que nunca ocorreu.

Sou acusado caluniosamente de tratar de uma licitação com um empresário que não participou desse processo e de lhe oferecer vantagens na negociação de um empreendimento cuja venda não se efetivou. Isso para beneficiar uma terceira parte numa obra que nunca foi realizada. Ou seja, nada do que insinuam aconteceu.

A existência dessa gravação, por si só, não compromete a minha postura de respeito e observância às leis e à ética. Até porque, como disse antes, a referida conversa não teve efeito prático nenhum.

Só serve para alimentar interesses levianos de ex-políticos que provavelmente não se conformam de não obter, imagino eu, vantagens com chantagens ou práticas que nunca foram admitidas durante a minha passagem pela Administração Pública.

Curitiba, 11 de maio de 2018.

DEONILSON ROLDO
Jornalista


4 comentários

  1. Paulo
    sexta-feira, 11 de maio de 2018 – 18:13 hs

    Você foi claro ao afirmar que já tinha ganhador.

    E tão dizendo que vem mais bomba!

  2. Paulo Tadeu Macedo Neves
    sexta-feira, 11 de maio de 2018 – 20:17 hs

    O senador cassado Delcidio do Amaral também foi gravado clandestinamente e bimba foi pra fita.
    Porque com o secretário será diferente ?

  3. Ricardo chaves
    sábado, 12 de maio de 2018 – 0:42 hs

    Impressionante a cara de pau do cidadão. É por conta de pessoas medíocres como este cara que o país se encontra na situação em que está. Com estes larápios assaltando os cofres públicos diariamente com suas negociatas. Explica ai então o que era o comprometimento da licitação à qual você se referiu? E por que ofertou o negócio com a Copel?? Tá gravado meu caro. Não tem o que discutir. E tem mais gravações suas, muito mais…Você não perde por esperar. Vai precisar da ajuda do teu vizinho de condomínio.

  4. sábado, 12 de maio de 2018 – 20:57 hs

    uando vai começar dar expediente na Assembléia Legislativa a onde vc é funcionário e nunca la apareceu até hoje …………O Ministerio Público poderia dar uma olhadinha nisso, né senhor deputado Traiano . ……….. com a palavra o MP.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*