Francischini quer acabar com privilégios de ex-presidentes | Fábio Campana

Francischini quer acabar com privilégios de ex-presidentes

Tramita na Câmara dos Deputados um projeto de lei que acaba com os privilégios de ex-presidentes da República. Cada um dos cinco ex-presidentes do Brasil têm direto a utilizar quatro servidores e dois veículos oficiais com motoristas – o que representa um custo anual de cerca de R$ 5 milhões.

O projeto batizado como “Fim dos Privilégios” é de autoria do Delegado Fernando Francischini, pré-candidato ao Senado Federal, e do presidenciável Jair Bolsonaro, ambos do PSL. A intenção do projeto é revogar a lei que concede benefícios aos ex-chefes do Poder Executivo.

Atualmente são cinco ex-presidentes agraciados com a lei: José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma Rousseff. Francischini destaca que desses cinco ex-presidentes, dois tiveram seus mandatos cassados e ainda assim dispõem dessas regalias.

Francischini comemorou a decisão da Justiça Federal de Campinas que, provisoriamente, suspendeu as benesses como segurança, transporte e assessoria para o ex-presidente Lula, que está preso na sede da Polícia Federal em Curitiba.


7 comentários

  1. FUI !!!
    sexta-feira, 18 de maio de 2018 – 5:29 hs

    Parabens Francischini. Independente de quem foram, nenhum
    cargo de ex merecem tanta mordomia em um país que tem gente
    morrendo de fome. É um paradoxo do quinto mundo. A mesma com-
    paração vale para todos os políticos que passam a ter a regalia das
    aposentadorias vitalícias quando assumem o cargo de Presidente
    da República quando este ausenta do cargo por motivos diversos.
    O Presidente do Senado e da Camara dos deputados se aposentam
    quando assumem a Presidencia por um dia, pode !!?? E o pobre
    coitado esperando que se aposente com 70 anos de idade e 50
    trabalhados… é bom mudar de nome para auxílio funeral !!!!!!!!!!!!!!!

  2. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 18 de maio de 2018 – 7:32 hs

    Só no Brasil. Uma afronta. Pais pobre e dirigentes metidos a besta. Passa da hora. Taca-lhe o pau, Francischini.

  3. sexta-feira, 18 de maio de 2018 – 8:41 hs

    NESSA EU ESTOU COM O DEPUTADO, APROVEITA ESSE PROJETO NOBRE DEPUTADO PARA ACABAR COM UMA LEGIÃO DE BENESSES AO FUNCIONALISMO PÚBLICO QUE MIGRAM PARA POLITICA, MÁS NÃO LARGAM A TETA ACUMULANDO VENCIMENTO!!! ISSO É UMA VERGONHA!!!!

  4. Douglas
    sexta-feira, 18 de maio de 2018 – 9:41 hs

    Muito bom, futuro Senador!

  5. Leitor de Verdades
    sexta-feira, 18 de maio de 2018 – 15:29 hs

    Projeto puramente eleitoreiro, ambos nunca fizeram nada de útil e agora querem mostrar serviço.

  6. Figueiredo
    sábado, 19 de maio de 2018 – 2:29 hs

    A lei que concede os benefícios para ex presidentes é de 1986, portanto no governo militar. Só pra constar.

  7. Alvaro
    terça-feira, 30 de abril de 2019 – 12:42 hs

    O ultimo governo militar se encerrou em março de 1985, quando o Sarney tomou posse. Portanto foi no Governo Sarney que foi criado essa excrescência.Parabéns ao deputado e a todos envolvidos nesse tardio projeto.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*