Corte no diesel = cortes no SUS e Educação | Fábio Campana

Corte no diesel = cortes no SUS e Educação

Para manter o país operando do jeito que está, com todas as contas que têm (o que significa dizer, sem mexer no supérfluo), o governo federal calculou de que forma bancar os R$ 9,6 bilhões, valor que custará a redução do preço diesel. As decisões em resumo: reoneração da folha de pagamento, elevação da arrecadação de impostos de exportadores e redução de recursos em programas ligados às áreas de Saúde e Educação.
Com as providências, Eunício de Oliveira poderá continuar gastando R$ 52 milhões com serviços de copa, cozinha e lavanderia; Rodrigo Maia R$ 2,5 milhões em aluguéis de carros e Romero Jucá pode distribuir R$ 3 bilhões em cargos públicos em ano eleitoral.


6 comentários

  1. Olmir
    quinta-feira, 31 de maio de 2018 – 17:45 hs

    É ruim.
    Estado totalmente aparelhado e nada de reverterem tal prática. Carga tributária estratosférica, arrecadação de quarenta por cento do pib, com muito baixo retornos, insignificante, e em qualidade dos serviços públicos, equipamentos faltantes, precários e de baixa qualidade. Agora com mais cortes para tais setores, é de fato muito ruim, lamentável. Possível terem feito escolha de corte orçamentário errado, e ou foram pelo mais fácil, tem que haver algum engano nessa história, colocar ainda mais em risco a saúde da população e ou até riscos de acessos a educação em um país que é dos mais atrasados do mundo, os dados dizem que temos atrasos de até séculos em algumas áreas.

  2. Rogério
    quinta-feira, 31 de maio de 2018 – 19:02 hs

    Cortar gastos com cargos comissionados, diminuição no número de 39 ministérios , redução de gastos com passagens aéreas, isso essa corja de políticos não querem aprovar, enquanto nós pobres mortais e otários continuaremos pagando essas modomias nababesca. Bem feito, se tivéssemos apoiado o movimento dos caminhoneiros até derrubar esses pilantras com uma intervenção institucional, fechando aquela pocilga do congresso e Câmara de deputados e o antro do STF, obs e aqueles ministros estamos advogando pra ricos poderosos que saquearam o Brasil.

  3. Juca
    quinta-feira, 31 de maio de 2018 – 21:03 hs

    Parabéns aos políticos em Brasília, coloca mais que o povo aceita, povo esse que são cordeiros indo para o abate , tivemos a unica e ultima oportunidade de reverter essa baderna mas ainda nao estamos preparados para termos um pais melhor…. vai um salve e uma continencia minha aos políticos brasileiros….. avante pessoal e desçam o reio no seu gado….

  4. JUSTICEIRO
    quinta-feira, 31 de maio de 2018 – 21:42 hs

    Isso não pode.

  5. Sigla
    quinta-feira, 31 de maio de 2018 – 22:19 hs

    Aproveita povo brasileiro para exigir o fim dos privilégios e mordomias nos Três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário):
    – Que o ganho global respeite o teto constitucional – R$ 33.763,00; e etc e tal que a gente nem sabe… Pra eles não falta dinheiro, não cortam NADA !!

  6. JÁ ERA...
    sexta-feira, 1 de junho de 2018 – 8:23 hs

    Todo e qualquer perda do governo é concluir com corte de alguma
    parte do orçamento que na maioria das vezes são de áreas funda-
    mentais do país. Se retirar do SUS e da educação o governo vai
    dar um tiro na própria cabeça. É o mesmo que almoçar em um res-
    taurante e enfiar a mão no bolso do vizinho e pagar a conta e sair
    de fininho. Bando de vagabundos !!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*